Home / Realizadores /

Já viu a série 4PLAY, a nova série de comédia da RTP2?

Já viu a série 4PLAY, a nova série de comédia da RTP2?

 

Quatro amigos inconsequentes e boémios querem escrever uma série de televisão. Para isso, criam um jogo que os vai ajudar a decidir quem será o protagonista e que servirá também como a sua fonte de inspiração.

4PLAY é realizada por Luís Porto e escrita por Jaime Monsanto, Luís Porto, Pedro Manana e Tiago Paiva, com supervisão de argumento de Marta Freitas. Filmada na cidade do Porto, a série está classificada para maiores de 18 anos, sendo produzida pela Frame Productions, tendo estreado em setembro na RTP2.

A 4PLAY é uma série realizada no Porto com “sexo, droga e rock’n roll”

Para o realizador, a série retrata “o desejo da fama, muito associado à boémia e ao sexo fácil e descomprometido. A noite como palco de excessos, de sexo, de bebida e de amizades fugazes feitas entre o barulho da música, das luzes e as promessas inebriadas de paixões desvanecidas pelos primeiros raios de sol, que arrastam consigo o dia e denunciam fragilidades imperceptíveis no crepúsculo”.

Na opinião de Luís Porto mostra também “uma visão de vida fácil, sem complicações e pouco trabalho, que entra em contradição com o que se propõem a fazer: escrever uma série de televisão, usando como inspiração um jogo que se centra nas suas proezas sexuais. Na 4PLAY, o desafio será mostrar como a realidade dos jovens de hoje está impregnada de exageros, que mais parecem ficção. Mostrar como sobrevivem aos exageros, facilidades e aparente libertinagem dos dias de hoje, os sentimentos de sempre – amor, paixão, amizade, cumplicidade… Elementos comuns à vida e à ficção que lhes dão tempero.

 

Uma das premissas do argumento é a sua capacidade de refletir sobre uma camada jovem que vive asfixiada pela ideia do que a sua imagem causa aos outros. A procura constante de se exibir e de projecção nas redes sociais, de modo a que todos sejam testemunhas das suas vivências, o que causa uma falha de privacidade. De repente tudo é público e não há limites para a exposição. Hoje, nas redes sociais, todos temos acesso a murais ficcionados sobre cada um dos nossos ‘amigos’, numa dualidade entre ficçãoo e realidade.”

De salientar também a banda sonora, maioritariamente composta pela banda de punk rock do Porto, GoBabyGo, que trás um carácter mais irreverente à série.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
AdobeStock
 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *