Home /

Article

Arquivos / 50 post/s encontrados

O Cantor de Jazz que abriu as portas para o cinema falado

by Tiago Leão
No ano de 1927, a 7ª Arte ganhou voz pela primeira vez (literalmente). No ecrã, estava Al Jolson, que no papel de Jakie Rabinowitz, ficaria eternizado como o primeiro ator a ser ouvido no cinema. Clássico mesmo entre os clássicos, O Cantor de Jazz (em inglês, The Jazz Singer) foi nomeado para um Óscar e mantém-se até hoje como uma das maiores referências do género musical.

Garganta Funda: o maior fenómeno de culto do cinema pornográfico

by Tiago Leão
Não importa se gosta ou não: a verdade é que a indústria dos filmes pornográficos é uma das maiores do mundo do cinema. E é impossível falar deste nicho sem referir Deep Throat (em português Garganta Funda), um clássico bem conhecido por ter sido o primeiro filme do género a chegar ao cinema em 1972. Mesmo que nunca tenha visto o filme é muito provável que já tenha ouvido pelo menos uma menção ao título.
hitchcock

Hitchcock: 10 filmes que mostram que este é realmente o mestre do suspense

by Tiago Leão
Ao falarmos do género thriller, há um nome que surge sempre, não importa quanto tempo passe desde que os seus filmes chegaram ao cinema. Mestre do suspense, Alfred Hitchcock quebrou convenções, "matou" protagonistas quando os espectadores menos esperavam e atirou as culpas a personagens que, afinal, não eram culpadas. Neste post, recordamos alguns dos seus filmes mais emblemáticos.

10 Documentários onde a morte é assunto principal

by Tiago Leão
Da literatura ao cinema, passando pela música: a morte é um tema recorrente. Desde o início dos tempos que este tema tem desempenhado um papel fundamental nas artes, assumindo-se quase como uma personagem (em certos casos, representada como a figura encapuçada com uma foice).

Estes são os 10 melhores filmes de super-heróis

by Tiago Leão
Nunca saíram completamente de moda, mas agora – mais do que nunca – podemos dizer que os super-heróis estão verdadeiramente na berra. É filmes, é séries, é aparições aqui e acolá. Atualmente ser super-herói no cinema é quase sinónimo de fama imediata e as pessoas já não reconhecem só os clássicos, como o Super-Homem e o Homem-Aranha.

7 Motivos para continuar a comprar DVD

by Tiago Leão
A televisão anunciou o fim da rádio, o online ditou o declínio das vendas dos jornais impressos. Mas será que o advento de uma novidade tem necessariamente de fazer com que outra desapareça? Por cá achamos que não e, embora também sejamos adeptos dos serviços de streaming, a verdade é que continuamos a comprar DVD 's. Ao longo deste post, explicamos os principais motivos por que o fazemos e deixamos uma lista de sugestões para que também você possa transformar os seus filmes favoritos numa peça da mobília lá de casa.

Sherlock Holmes I Livsfare: a primeira sequela do cinema é… elementar

by Tiago Leão
As grandes sagas cinematográficas são compostas por vários filmes. Depois do primeiro, existem então as sequelas, onde voltamos a encontrar algumas das mesmas personagens, uma série de outras que são novas e, com elas, histórias que ainda não conhecíamos. Mas a pergunta que persiste agora é: qual foi o primeiro filme a gerar uma sequela?

Ramona, livros no cinema e a questão dos direitos de autor

by Tiago Leão
Nos dias que correm, a maior parte dos filmes que chegam às salas de cinema são adaptações cinematográficas de livros best-sellers internacionais já bem conhecidos do público. Nomes como Harry Potter, O Senhor dos Anéis, a saga O Padrinho e até mesmo Guerra e Paz foram obras mostradas em livros antes de se tornarem grandes êxitos cinematográficos. Mas, antes de qualquer um destes, houve um pioneiro a explorar este filão.

O Assassínio do Duque de Guise: a primeira banda sonora do cinema

by Tiago Leão
Em 1908, o cinema volta a dar um passo marcante. Uma vez mais foi em França que se fez história, desta vez com a apresentação do filme L’Assassinat du duc de Guise (também conhecido como O Assassínio do Duque de Guise). Trata-se de um filme marcante, realizado pela dupla Charles Le Bargy e André Calmettes. No entanto, o que melhor define este filme é o facto de ter sido encomendada uma banda sonora original para acompanhar as imagens.

Nanook of the North: um documentário tão polémico quanto inovador

by Tiago Leão
Estamos em 1922 e os cineastas procuram novos caminhos para percorrer com a arte recente do cinema. As imagens ainda são a preto e branco e os filmes permanecem em silêncio. Apesar de começarem a surgir alguns dos êxitos mais comerciais nos estúdios norte-americanos, o realizador Robert J. Flaherty decide partir para o Ártico, à procura de uma história que ninguém conheça. A magia da imagem em movimento já não é suficiente.

Kinemacolor, uma visita ao mar e o início do cinema a cores

by Tiago Leão
Embora o início do cinema a cores esteja envolto em alguma polémica, podemos dizer que o começo da era comercial da sétima arte colorida aconteceu com a invenção do Kinemacolor. Se até então filmes como A Viagem à Lua eram pintados à mão, com este novo sistema introduziu-se a filmagem direta a cores. A Visit to the Seaside foi a experiência que deu início a esta nova era do cinema.