Home / Cinema /

Conheça o cartaz de Junho 2017 do Cineclube do Porto

cineclube do Porto

Conheça o cartaz de Junho 2017 do Cineclube do Porto

  

Em junho de 2017 o Cineclube do Porto apresenta na sua programação regular na Casa das Artes, numa parceria com a Direção Regional de Cultura do Norte:

 

ser

[verbo intransitivo]

humano

 

Ser define-se como: ter certa característica, pertencer, significar. Ser humano é na sua essência ter falhas. Mas também gerar e gerir sentimentos, pertencer a pessoas e momentos; ser humano significa uma reação única e inesperada de cada um ao que o rodeia.

Este mês o Cineclube do Porto apresenta 8 filmes cujos personagens são confrontados pelas suas próprias falhas e toda a ação é condicionada pela circunstância singular de cada um.

No dia 1 de junho será possível (re)ver o último filme de Paul Verhoeven: o provocante ELLE com a magnifica Isabelle Huppert. Na mesma semana Philippe Garrel retorna à nossa programação com um dos seus temas recorrentes em À SOMBRA DAS MULHERES: a infidelidade mas com uma abordagem mais desassombrada.

Na segunda semana de Junho apresentam-se dois filmes de culto. TROIS COULEURS:ROUGE, o último capitulo da trilogia das Cores de Kieślowski. Em exibição estará ainda o clássico de Billy Wilder O APARTAMENTO onde a comédia equilibra-se com a critica mordaz a um certo tipo de sociedade.

Na terceira semana podem ser vistos os filmes: ANIMAIS NOTURNOS uma viagem de uma ficção simbólica dentro da ficção que nos fala de arrependimento, culpa e traição. E ainda STROMBOLI, a obra-prima de Rossellini, o filme onde a natureza torna-se personagem na luta interior da personagem cheia de imperfeições.

Os dois últimos filmes são OS DIAS DO PARAÍSO, uma oportunidade rara de ver em sala o filme que Terrence Malick realizou antes da sua famosa pausa de 20 anos. E também o filme SÃO JORGE de Marco Martins, filme português que deu a Nuno Lopes o prémio de melhor ator no festival de Berlim.

As sessões regulares do Clube Português de Cinematografia – Cineclube do Porto têm lugar na SALA HENRIQUE ALVES COSTA @ CASA DAS ARTES | Rua de Ruben A. 210, 4150-639 Porto, Portugal

Conheça a programação do Cineclube do Porto durante o mês de Junho em detalhe

QUINTA-FEIRA | 01 DE JUNHO | 21:30

ELA

ELLE

Paul Verhoeven

FR/ALE/BELG | 2016 | FIC | 130′ | M/16

Michèle parece indestrutível. Responsável de uma grande empresa de jogos de vídeo, ela gere os seus compromissos como a sua vida sentimental: com mão de ferro. A sua vida transforma-se no dia em que é agredida em sua casa por um misterioso desconhecido. Quando consegue descobrir o rasto desse homem, ambos entram num estranho e excitante jogo – um jogo que, a qualquer momento, pode ficar fora de controlo.

 

SÁBADO | 03 DE JUNHO | 18:00

À SOMBRA DAS MULHERES

L’OMBRE DES FEMMES

Philippe Garrel

FRANÇA | 2015 | FIC | 75′ | M/12

Pierre e Manon são um casal, realizam documentários juntos e vivem com dificuldades financeiras. Um dia, Pierre conhece uma jovem estagiária, Elisabeth, e esta torna-se sua amante. No entanto, Pierre não quer deixar Manon – pretende manter a relação com as duas.

 

QUINTA-FEIRA | 08 DE JUNHO | 21H30

TRÊS CORES:VERMELHO

TROIS COULEURS:ROUGE

Krzysztof Kieślowski

FRANÇA | 1994 | FIC | 99′ | M/12

Valentine, uma jovem modelo e estudante na universidade de Genebra, atropela um cão. Felizmente, o cão ficou apenas ferido e Valentine vê na sua coleira a morada do dono, um juiz que espia as conversas telefónicas dos seus vizinhos.

 

SÁBADO | 10 DE JUNHO | 18H00

O APARTAMENTO

THE APARTMENT

Billy Wilder

EUA | 1960 | FIC | 125′ | M/12

Cinco Óscares para esta obra prima de Billy Wilder, a quem couberam três estatuetas (como produtor, realizador e argumentista), que mistura em doses perfeitas a comédia e o drama, a pureza e o cinismo. Jack Lemmon é um empregado de escritório que procura subir na hierarquia cedendo o seu apartamento para as aventuras extraconjugais dos administradores. Até que se apaixona por uma dessas “conquistas”: Shirley MacLaine.

Texto: Cinemateca Portuguesa

 

QUINTA-FEIRA | 15 DE JUNHO | 21H30

ANIMAIS NOTURNOS

NOCTURNAL ANIMALS

Tom Ford

EUA| 2016 | FIC | 116′ | M/16

Susan Morrow, uma negociadora de arte de Los Angeles (EUA), sente-se cada vez mais distante de Armie, o marido. Um dia, recebe pelo correio a cópia de um romance escrito por Edward, o seu primeiro marido, de quem não tinha notícias há já vários anos. A obra, que lhe é dedicada, conta a história de um casal com uma filha pequena. Ao mesmo tempo que se sente impelida à leitura, Susan sente-se profundamente incomodada com a violência contida no livro, acabando por se ver forçada a reavaliar as escolhas que a trouxeram até ali e as consequências de todas as decisões. E, na sua interpretação da história, vê tudo aquilo como uma forma de vingança de Edward, que nunca superou o facto de a relação ter fracassado.

 

SÁBADO | 17 DE JUNHO | 18H00

STROMBOLI

STROMBOLI, TERRRA DI DIO

Roberto Rossellini

ITÁLIA | 1950 | FIC | 107′ | M/12

Karen é uma refugiada. De modo a poder ficar em Itália, ela casa-se com um marinheiro da ilha de Stromboli, na Sicília. Rapidamente, o facto de ambos terem mentalidades diferentes cria conflitos entre o casal. Odiada pelos habitantes da ilha e praticamente ignorada pelo marido, Karen procura forças para sobreviver nesse contexto. Este é o filme que marca a primeira colaboração entre Rossellini e Ingrid Bergman.

 

QUINTA-FEIRA | 22 DE JUNHO | 21H30

OS DIAS DO PARAÍSO

DAYS OF HEAVEN

Terrence Malick

EUA | 1978 | FIC | 95′ | M/12

Um dos filmes mais aclamados de todos os tempos. Dias do Paraíso é uma comovente história sobre dois homens que amam a mesma mulher. Richard Gere, um fugitivo das catacumbas de Chicago, dá com ele a enfrentar um tímido e rico Texano (Sam Shepard), pelo amor de Abby (Brooke Adams). O filme que Malick realiza a seguir a BADLANDS, é uma extraordinária conquista cinematográfica de imagem e de som. Após este filme, Terrence Malick ficaria 20 anos sem realizar qualquer filme, não deixando mesmo assim de ser considerado um dos maiores realizadores americanos durante esse tempo de interregno.

 

SÁBADO | 24 DE JUNHO

SÁBADO, VINTE E QUATRO

NÃO HÁ SESSÃO

NÃO HÁ CINEMA, NEM TEATRO

É DIA DE SÃO JOÃO!

 

QUINTA-FEIRA | 29 DE JUNHO | 21H30

SÃO JORGE

Marco Martins

PORTUGAL | 2016 | FIC | 116′ | M/16

Jorge, boxeur, desempregado, corre o risco de perder o seu filho e a sua mulher, quando esta decide regressar ao Brasil. Em desespero, aceita trabalho numa empresa de cobranças difíceis. Ironicamente, Jorge passa a intimidar aqueles que, como ele, se veem a braços com dívidas que não conseguem pagar. Impele-o a fé numa vida melhor para a sua família, mesmo quando se vê empurrado para um caminho de marginalidade.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
AdobeStock

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *