Home / Filmes Brasileiros /

7 filmes de excelência do cinema brasileiro

7 filmes de excelência do cinema brasileiro

 

De acordo com os registos históricos que nos chegam até hoje, o primeiro filme realizado no Brasil terá como título A Chegada do Trem a Petropólis. Como já escrevemos no nosso blog, esta película – que não teria mais do que um minuto – mostrava um comboio a chegar a Petropólis e, hoje, não há qualquer sinal de que a película tenha sobrevivido ao passar do tempo.

Entretanto, mesmo que se tenha perdido esta primeira relíquia, há muitos outros filmes brasileiros a merecer o nosso destaque. Embora nunca se tenha estruturado a 100% como indústria, o cinema brasileiro conta com mais de 110 anos de história e conta com alguns momentos de sucesso internacional.

Neste post, focamo-nos então no Brasil e no cinema que aí se faz, elaborando para isso uma lista com 7 filmes brasileiros que obtiveram fortes aplausos nos últimos anos.

7 filmes de excelência do cinema brasileiro

1 – Querô

A personagem Querô, interpretada por Maxwell Nascimento, é filho de uma prostituta, que foi expulsa do bordel em que trabalhava no dia em que deu à luz. Desesperada, a jovem mãe toma uma dose exagerada de querosene para pôr termo à vida. Perante tamanha desgraça, a proprietária do bordel, a dona Violeta, adota o pequeno bebé, dando-lhe um nome associado às circunstâncias da morte da mãe. À medida que os anos vão passando, Querô cresce ao abrigo de Violeta e dos seus maus tratos: num ato de revolta, começa a cometer pequenos delitos… até ao dia em que conhece Febem e a sua vida muda. O filme tem como pano de fundo a cidade de Santos, no Brasil.

2 – Última Parada – 174

O filme a Última Parada – 174 retrata um dos momentos mais chocantes da história social brasileira. Esta longa-metragem segue as últimas horas de vida de Sandro Nascimento, um jovem de 22 anos, bem conhecido no Brasil como o “sequestrador do ônibus 174”. Este caso, que foi acompanhado através da televisão por milhões de pessoas, aconteceu em pleno Rio de Janeiro, em 2000 e culminou no sequestrou de 11 passageiros de um autocarro e na morte de um dos reféns. Sandro Nascimento foi, na sequência do sequestrado, morto pela polícia. A sua cerimónia fúnebre contou apenas com uma pessoa: a sua mãe. Este drama comovente mostra o que aconteceu durante o ataque e que levou este jovem a cometer tais atos de violência.

3 – Dois Perdidos Numa Noite Suja

Paco, interpretada por Débora Falabella e Tonho, vivido por Roberto Bomtempo, vivem em Nova Iorque e, para além da nacionalidade, partilham algo mais em comum: são imigrantes ilegais. Apesar de ambos continuarem a sonhar em prosperar nos Estados Unidos, a verdade é que as adversidades do dia-a-dia parecem afastar cada vez mais esse sonho. Após se encontrarem numa casa-de-banho pública, sobre circunstâncias pouco ortodoxas, Tonho convida Paco a sua casa. De imediato se inicia uma estranha relação entre estes Dois Perdidos Numa Noite Suja. Será que vão conseguir concretizar os seus sonhos?

 

4 – Linha de Passe

Este é um filme que conta a história de uma família brasileira constituída por quatro irmãos que vivem com a sua mãe. Nesta família paulista, são todos muito diferentes. Reginaldo procura o pai de uma forma obsessiva, Dario quer tornar-se jogador de futebol mas é velho demais para seguir essa carreira, Dinho virou-se para a religião e Dênis confronta-se com problemas económicos que se agravam quando se torna pai, involuntariamente, de um rapaz. A mãe desta família tão descoordenada, Cleuza, está grávida do seu quinto filho e, sem saber quem é o pai da criança, continua a trabalhar como empregada doméstica para conseguir manter o seu lar. Um drama brasileiro que toca temas como o desporto, economia e religião.

5 – Os Desafinados

Na década de 60, um grupo de músicos e compositores parte para Nova York à procura de sucesso e reconhecimento. Na Big Apple, formam um grupo musical que participa na criação da bossa nova. Esta longa-metragem, realizada por Walter Lima Jr., conta com a interpretação de um elenco brasileiro de luxo: Rodrigo Santoro, Selton Mello, Cláudia Abreu, Ângelo Paes Leme, Alessandra Negrini e Antônio Pedro no elenco. Como é fácil de deduzir, o grupo musical formado por estes músicos autodenomina-se de Os Desafinados. Ao longo dos anos que passam em Nova Iorque, acompanham de longe o cenário político e musical do Brasil.

6 – Nome Próprio

Camila, interpretada por Leandra Leal, é uma jovem apaixonada pela escrita que procura criar para si mesma uma existência complexa o suficiente para que possa ser narrada, como se de um livro se tratasse. De uma forma intensa e corajosa, escreve compulsivamente num blog, sem perceber que à medida que lança cada novo artigo se vai isolando a si mesma do resto do mundo. Um filme que faz uma introspeção à criatividade e realidade humana, acrescentando à mistura o consumo de drogas e que nos faz interrogar sobre o que é ou não real.

7 – Fabricando Tom Zé

A vida e a obra do artista brasileiro Tom Zé, através de depoimentos e da cobertura da sua tour pela Europa em 2005. Tom Zé nasceu em Irará, no interior da Bahia. Foi aí que aprendeu a tocar violão e começou a fazer as suas primeiras canções, que eram sobre pessoas e acontecimentos locais. Apesar de não considerar sua voz propícia para o canto, Tom Zé mudou-se para Salvador e conseguiu uma bolsa para estudar na Faculdade de Música da Bahia. Em 1968 foi a São Paulo, levado por Gilberto Gil, para integrar-se ao movimento tropicalista. Um excelente filme documental que retrata a vida e carreira de um dos artistas mais importantes do panorama musical brasileiro.


 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *