Home / Filmes Brasileiros /

7 filmes de excelência do cinema brasileiro

cinema brasileiro

7 filmes de excelência do cinema brasileiro

Mídia Kit Blog Mundo de Cinema
 

De acordo com os registos históricos que nos chegam até hoje, o primeiro filme realizado no Brasil terá como título A Chegada do Trem a Petropólis. Como já escrevemos no nosso blog, esta película – que não teria mais do que um minuto – mostrava um comboio a chegar a Petropólis e, hoje, não há qualquer sinal de que a película tenha sobrevivido ao passar do tempo.

Entretanto, mesmo que se tenha perdido esta primeira relíquia, há muitos outros filmes brasileiros a merecer o nosso destaque. Embora nunca se tenha estruturado a 100% como indústria, o cinema brasileiro conta com mais de 110 anos de história e conta com alguns momentos de sucesso internacional.

Neste post, focamo-nos então no Brasil e no cinema que aí se faz, elaborando para isso uma lista com 7 filmes brasileiros que obtiveram fortes aplausos nos últimos anos.

7 filmes de excelência do cinema brasileiro

1 – Querô

A personagem Querô, interpretada por Maxwell Nascimento, é filho de uma prostituta, que foi expulsa do bordel em que trabalhava no dia em que deu à luz. Desesperada, a jovem mãe toma uma dose exagerada de querosene para pôr termo à vida. Perante tamanha desgraça, a proprietária do bordel, a dona Violeta, adota o pequeno bebé, dando-lhe um nome associado às circunstâncias da morte da mãe. À medida que os anos vão passando, Querô cresce ao abrigo de Violeta e dos seus maus tratos: num ato de revolta, começa a cometer pequenos delitos… até ao dia em que conhece Febem e a sua vida muda. O filme tem como pano de fundo a cidade de Santos, no Brasil.

2 – Última Parada – 174

O filme a Última Parada – 174 retrata um dos momentos mais chocantes da história social brasileira. Esta longa-metragem segue as últimas horas de vida de Sandro Nascimento, um jovem de 22 anos, bem conhecido no Brasil como o “sequestrador do ônibus 174”. Este caso, que foi acompanhado através da televisão por milhões de pessoas, aconteceu em pleno Rio de Janeiro, em 2000 e culminou no sequestrou de 11 passageiros de um autocarro e na morte de um dos reféns. Sandro Nascimento foi, na sequência do sequestrado, morto pela polícia. A sua cerimónia fúnebre contou apenas com uma pessoa: a sua mãe. Este drama comovente mostra o que aconteceu durante o ataque e que levou este jovem a cometer tais atos de violência.

3 – Dois Perdidos Numa Noite Suja

Paco, interpretada por Débora Falabella e Tonho, vivido por Roberto Bomtempo, vivem em Nova Iorque e, para além da nacionalidade, partilham algo mais em comum: são imigrantes ilegais. Apesar de ambos continuarem a sonhar em prosperar nos Estados Unidos, a verdade é que as adversidades do dia-a-dia parecem afastar cada vez mais esse sonho. Após se encontrarem numa casa-de-banho pública, sobre circunstâncias pouco ortodoxas, Tonho convida Paco a sua casa. De imediato se inicia uma estranha relação entre estes Dois Perdidos Numa Noite Suja. Será que vão conseguir concretizar os seus sonhos?

 

4 – Linha de Passe

Este é um filme que conta a história de uma família brasileira constituída por quatro irmãos que vivem com a sua mãe. Nesta família paulista, são todos muito diferentes. Reginaldo procura o pai de uma forma obsessiva, Dario quer tornar-se jogador de futebol mas é velho demais para seguir essa carreira, Dinho virou-se para a religião e Dênis confronta-se com problemas económicos que se agravam quando se torna pai, involuntariamente, de um rapaz. A mãe desta família tão descoordenada, Cleuza, está grávida do seu quinto filho e, sem saber quem é o pai da criança, continua a trabalhar como empregada doméstica para conseguir manter o seu lar. Um drama brasileiro que toca temas como o desporto, economia e religião.

5 – Os Desafinados

Na década de 60, um grupo de músicos e compositores parte para Nova York à procura de sucesso e reconhecimento. Na Big Apple, formam um grupo musical que participa na criação da bossa nova. Esta longa-metragem, realizada por Walter Lima Jr., conta com a interpretação de um elenco brasileiro de luxo: Rodrigo Santoro, Selton Mello, Cláudia Abreu, Ângelo Paes Leme, Alessandra Negrini e Antônio Pedro no elenco. Como é fácil de deduzir, o grupo musical formado por estes músicos autodenomina-se de Os Desafinados. Ao longo dos anos que passam em Nova Iorque, acompanham de longe o cenário político e musical do Brasil.

6 – Nome Próprio

Camila, interpretada por Leandra Leal, é uma jovem apaixonada pela escrita que procura criar para si mesma uma existência complexa o suficiente para que possa ser narrada, como se de um livro se tratasse. De uma forma intensa e corajosa, escreve compulsivamente num blog, sem perceber que à medida que lança cada novo artigo se vai isolando a si mesma do resto do mundo. Um filme que faz uma introspeção à criatividade e realidade humana, acrescentando à mistura o consumo de drogas e que nos faz interrogar sobre o que é ou não real.

7 – Fabricando Tom Zé

A vida e a obra do artista brasileiro Tom Zé, através de depoimentos e da cobertura da sua tour pela Europa em 2005. Tom Zé nasceu em Irará, no interior da Bahia. Foi aí que aprendeu a tocar violão e começou a fazer as suas primeiras canções, que eram sobre pessoas e acontecimentos locais. Apesar de não considerar sua voz propícia para o canto, Tom Zé mudou-se para Salvador e conseguiu uma bolsa para estudar na Faculdade de Música da Bahia. Em 1968 foi a São Paulo, levado por Gilberto Gil, para integrar-se ao movimento tropicalista. Um excelente filme documental que retrata a vida e carreira de um dos artistas mais importantes do panorama musical brasileiro.


 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
AdobeStock
 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *