Home / Filmes Portugueses /

Descubra agora 20 filmes portugueses com enorme sucesso

Descubra agora 20 filmes portugueses com enorme sucesso

A crise nas carteiras dos portugueses e o desinvestimento na cultura traçam um cenário negro para quem faz cinema em Portugal. As dificuldades financeiras não só afetam a produção cinematográfica, como se estendem às bilheteiras, onde grandes sucessos de Hollywood se sobrepõem às obras com assinatura lusa.

Ao que tudo indica, o problema é transversal e não afeta só os filmes portugueses. Estávamos em 2013 quando dados do Eurobarómetro revelavam que Portugal estava entre os países da União Europeia em que menos Cultura se consumia. Além do cinema, as estatísticas indicavam que a compra de livros ou a ida a museus e bibliotecas era significativamente menor quando comparada com a de outros países-membros.

Entretanto, a situação já melhorou um bocado. Mas os especialistas consideram que para inverter a situação é necessário apostar na criação de hábitos culturais, capazes de levar as pessoas ao cinema. Isto porque, acima de tudo, não se trata de uma questão de falta de qualidade, já que é frequente encontrarmos filmes portugueses merecedores de prémios em festivais internacionais de cinema.

Apesar do panorama negativo, os últimos anos têm sido bastante risonhos para o cinema made in Portugal. E é precisamente de sucessos que hoje lhe falámos: continue a ler e descubra uma lista com 20 filmes portugueses que alcançaram sucesso nas bilheteiras de cinema.

Lista com 20 filmes portugueses de êxito 

O Crime do Padre Amaro (2005)

O Crime do Padre Amaro, de 2005, bateu na altura recordes de bilheteiras, com um total impressionante de 381 mil espetadores. A adaptação do romance de Eça de Queirós chegou ao cinema pelas mãos de Carlos Coelho da Silva e pôs o país a falar da história do padre que se apaixona por Amélia.

O filme é uma versão atual da obra queirosiana, passa-se num bairro social de Lisboa e retrata problemas como a marginalização e a corrupção clerical. Jorge Corrula e Soraia Chaves são os principais protagonistas.

Tentação (1997)

Tentação manteve-se durante vários anos no primeiro lugar na lista dos filmes portugueses mais vistos de sempre com um total de 361 mil bilhetes vendidos. Mais uma vez, os lusitanos mostraram-se interessados pela história de um sacerdote, o Padre António de Vila Daires, que se será, ao longo da película, confrontado com os problemas dos outros e com os seus próprios demónios.

O filme tem assinatura de João Leitão e é protagonizado por Joaquim de Almeida. Em destaque está também Cristina da Câmara, atriz que dá corpo a Lena, uma jovem mãe-solteira, vinda de Lisboa. 

7 Pecados Rurais (2013)

O filme 7 Pecados Rurais é uma comédia que começou na televisão e deu o salto para o cinema. Depois do programa televisivo Telerural, de várias participações especiais e digressões pelo país, Quim Roscas (João Paulo Rodrigues) e Zeca Estacionâncio (Pedro Alves) saltaram para o grande ecrã num filme realizado por Nicolau Breyner (que também participa como ator). O sucesso traduziu-se num total de 324 mil espetadores que se quiseram divertir com as peripécias dos personagens já bem conhecidos dos portugueses. 

O Lugar do Morto (1984)

Com estreia no ano de 1984, O Lugar do Morto é uma história protagonizada por Ana Zanatti e Pedro Oliveira. O filme conseguiu agarrar mais de 300 mil pessoas que foram aos cinemas assistir à trama sobre um jornalista divorciado que decide dar boleia a uma mulher desconhecida, com quem acaba por se envolver. A realização é de António-Pedro Vasconcelos, que é também corresponsável pelo guião. Mistério, crime e sexo são alguns dos ingredientes desta obra de sucesso dos anos 80.

 

Filme da Treta (2006)

É a segunda comédia desta lista e também ela deu o salto para o cinema. Depois do sucesso de Conversa da Treta na televisão e no teatro, António Feio e José Pedro Gomes decidiram alargar horizontes e, em 2006, lançaram o Filme da Treta.

José Sacramento ocupou o papel de realizador numa obra repleta de humor que se desenvolve em torno de Toni e Zezé. Depois de ver uma cena apocalíptica, este último decide entrar para a Ordem dos Caracolários Descalços e tudo começa, quando Toni decide fazer uma visita ao velho amigo. O filme teve 279 mil espetadores.

Balas e Bolinhos: O Último Capítulo (2012)

Balas e Bolinhos: O Último Capítulo é mais uma sequela do filme Balas e Bolinhos de 2001. Ao longo da película, acompanhamos as aventuras de quatro amigos que se veem envolvidos nas mais estranhas peripécias. Com um estilo peculiar e um humor repleto de palavrões, o filme levou aos 256 mil espetadores às salas de cinema.

O guião é da autoria de Luís Ismael, um cineasta português que escolheu este nome artístico em homenagem ao seu falecido pai. É também ele o realizador dos 3 filmes da saga Balas e Bolinhos.

 

Zona J (1998)

Félix Fontoura deu corpo a um rapaz negro do bairro de Chelas e que sonhava viver em Angola, o país de onde os seus pais eram naturais. Durante a trama, o jovem acaba por se apaixonar por uma Carla, mas o amor torna-se impossível já que ambos vêm de realidades muito diferentes. Com 246 mil espetadores, o filme não só foi um sucesso de bilheteiras como também conseguiu a aprovação da crítica. Um ano após o lançamento, Zona J venceu dois Globos de Ouro.

 

Morangos com Açúcar – O Filme (2012)

Morangos com Açúcar – O Filme é a versão cinematográfica de uma série juvenil com 9 temporadas. Com realização de Hugo de Sousa, o filme foi capaz de levar ao cinema um total de 238 mil espetadores. No centro da história estão Margarida (personagem de Sara Matos) e Rui (interpretado por Lourenço Ortigão).

Depois de um período a estudar no estrangeiro, o casal de namorados regressa a Portugal e resolve ir a um festival de verão. O filme conta com a participação de diferentes atores que fizeram parte do elenco da série.

 

Adão e Eva (1996)

Maria de Medeiros e Joaquim de Almeida são os carismáticos protagonistas de uma das cenas mais recordadas dos filmes portugueses – o famoso vai tu, proferido pela atriz. Adão e Eva contou com 233 mil espetadores, que assistiram à história realizada por Joaquim Leitão.

No centro da narrativa está uma repórter televisiva bissexual que quer ter um filho sozinha e, por isso, monta um esquema elaborado para apanhar o pai da criança. Entretanto, envolve-se com o colega, Francisco, por quem acaba por se apaixonar.

 

Call Girl (2007) 

Call Girl é a história de uma prostituta de luxo, a quem é atribuída uma missão: seduzir o Presidente da Câmara para que este dê autorização para construir um complexo turístico. O filme aborda a corrupção numa teia intrincada de relações que envolvem também os elementos da Polícia Judiciária.

A obra assinada por António-Pedro Vasconcelos e conta com um elenco, do qual fazem parte grandes nomes. Entre eles, Soraia Chaves, Nicolau Breyner, Ivo Canelas, Joaquim de Almeida, Joaquim Leitão, José Raposo e Raúl Solnado, entre muitos outros. Vendeu, ao todo, 232 mil bilhetes.

 

Corrupção (2007)

O filme foi lançado em 2007 e levou 231 mil espetadores ao cinema. Corrupção fala sobre a vida de um casal, mais precisamente de uma mulher jovem, que durante muitos anos viveu ao lado de um homem corrupto.

A obra é baseada no livro Eu, Carolina, de Carolina Salgado, ex-mulher de Pinto da Costa (icónico presidente do FC Porto). No ecrã acompanhamos Sr. Presidente – de quem nunca sabemos o nome próprio -, um homem envolvido em corrupção futebolística. Margarida Vila-Nova é Sofia, a mulher que o acompanha. O filme polémico conta com realização de João Botelho.

 

Amália – O Filme (2008)

Amália é um dos filmes portugueses mais recordados dos últimos anos. Protagonizado por Sandra Barata Belo, a obra retrata a vida daquela que é consensualmente considerada como a maior fadista de todos os tempos. Carlos Coelho da Silva foi o realizador e o filme conseguiu um total de 215 mil espetadores.

Apesar do sucesso de bilheteiras, alguns criticaram a excessiva romantização da história da fadista. Familiares de Amália Rodrigues disseram que a obra deturpa grosseiramente a realidade e tentaram impedir a sua realização.

Jaime (1999)

A cidade do Porto serve como pano de fundo para o filme realizado em 1999. Na época, Jaime angariou 185 mil espetadores. Quem viu o filme, acompanhou a história de um jovem de 13 anos, chamado Jaime (personagem de Saul Fonseca).

O enredo passa-se depois do divórcio dos pais, episódio que fez com que o menino decidisse procurar trabalho às escondidas da mãe. Estava, então, convencido de que, se conseguisse dinheiro para comprar uma nova mota ao pai (a anterior tinha sido roubada), os pais fariam as pazes.

 

Pesadelo Cor-de-Rosa (1998)

Pesadelo Cor-de-Rosa, de Fernando Fragatta, está empatado com Jaime com cerca de 185 mil espetadores. As personagens principais são interpretadas por Diogo Infante e Catarina Furtado, sendo que o filme tem como premissa a seguinte frase: uma mulher de sonho pode causar muitas insónias. A comédia romântica desenrola-se em torno de um casal, composto por um engenheiro inglês, a trabalhar em Lisboa; e de uma ex-presidiária que acaba de conhecer durante numa obra.

 

A Vida é Bela…!? (1982)

Estávamos no ano de 1982 quando o filme A Vida é Bela…!? batia recordes de bilheteiras ao levar até às salas de cinema 140 mil espetadores. A obra conta a história de Hipólito do Ó (Nicolau Breyner), um magnata de sucesso que, depois de oito anos no exílio, resolve voltar a Portugal.

A comédia conta também com a participação de Fernanda Borsatti, na pele de Dona Aninhas do Ó – personagem cujo objetivo é ser presidenta; e Henrique Viana, o Magalhães. A realização é do cineasta lisboeta, Luís Galvão Teles.

Uma Aventura na Casa Assombrada (2009)

No ano de 2000, os livros de Isabel Alçada e Ana Maria Magalhães foram adaptados para a televisão numa série juvenil com o mesmo nome. Uma Aventura teve cinco temporadas e vários elencos. Depois do sucesso, em 2009, foi a vez do cinema: em Uma Aventura na Casa Assombrada acompanhamos as aventuras de Chico, João, Pedro e as gémeas Luísa e Teresa, à procura de um diamante azteca, chamado Espírito do Mundo. O filme teve 125 mil espetadores.

 

Kilas, O Mau da Fita (1980)

No ano de 1980 chega aos cinemas Kilas, O Mau da Fita. O filme é uma coprodução luso-brasileira, assinada por José Fonseca da Costa. Além de realizador, este último também foi guionista juntamente com Sérgio Godinho (também responsável pela banda sonora) e Tabajara Ruas.

Mário Viegas e Lia Gama foram os protagonistas. No centro da comédia está Kilas, um proxeneta que vive na dispensa da avó, juntamente com uma antiga vedeta, chamada Pepsi-Rita. O filme contou com 121 mil espetadores

 

Os Maias – Cenas da Vida Romântica (2014)

Os Maias – Cenas da Vida Romântica é a versão cinematográfica da famosa obra de Eça de Queirós, resultando de uma adaptação levada a cabo por João Botelho. O amor proibido de Carlos da Maia e Maria Eduarda é, como seria de esperar, a história principal. O filme é protagonizado por Graciano Dias (Carlos da Maia), Maria Flor (Maria Eduarda), João Perry (Afonso da Maia) e Pedro Inês (João da Ega).

 

Capitães de Abril (2000)

A história de Salgueiro Maia e dos capitães de abril chegou aos cinemas no ano 2000. Aquele que é até hoje um dos filmes portugueses mais conhecidos levou aos cinemas um total de 110 mil pessoas. Stefano Accorsi desempenhou o papel principal, num filme que conta também com a participação de Maria de Medeiros e Joaquim de Almeida. Capitães de Abril passa-se na noite de 24 para 25 de abril de 1974 e retrata a revolução que pôs fim ao regime fascista em Portugal.

O Querido Lilás (1987)

O filme O Querido Lilás foi lançado em 1987 e conseguiu mais de 100 mil espetadores. Protagonizada por Herman José e realizado por Artur Semedo, a obra cinematográfica é uma comédia onde o ator, apresentador e comediante veste a pele de uma mulher. Ao longo da película acompanhamos, Lilás, atriz famosa e esposa de um homem estéril que decide ter o filho de forma clandestina para que evitar um escândalo de grandes proporções mediáticas.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *