Home / Ficção científica /

Lanterna Verde: a Luta da Vontade contra o Medo

Lanterna Verde: a Luta da Vontade contra o Medo

 

Dirigido por Martin Campbell, o filme do herói da DC Comics que garante a paz na galáxia foi aos cinemas em 2011. A estória do piloto de testes, Hal Jordan, destemido e com espírito jovial, que é escolhido pelo anel para a missão mais nobre do universo: integrar a Tropa dos Lanternas Verdes e assegurar a ordem no universo.

Enquanto Jordan vive uma vida agitada na Terra, em outro canto do universo um vilão chamado Parallax ressurge, ele havia sido preso pela Tropa Lanterna Verde, mas foi acidentalmente libertado de suas cadeias por inocentes exploradores espaciais que estavam no lugar errado e na hora errada.

Parallax estava em um ponto distante, mas ainda em nossa galáxia, e isto faz com que a civilização mais próxima com vida inteligente seja a nossa, no planeta Terra. Ele ataca um soldado Lanterna Verde que fugindo vem parar aqui e prestes a morrer libera o anel para que ele encontre um sucessor. O anel, busca alguém no planeta e encontra Hal Jordan.

É assim que a aventura começa e Jordan agora terá que enfrentar um terrível vilão dos quadrinhos DC.

A fotografia, somada com os efeitos especiais são muito bons mesmo, não contém exageros, são fiéis aos do HQ. A música é apenas boa, não chega a emocionar, apenas marca os momentos, mas também não destoa, é adequada, é técnica. A edição é razoável, mas dada a complexidade da narrativa para apenas 114 minutos, ficou devendo, poderia haver mais informações intercalando imagens com sons, seria um grande apoio ao roteiro.

O elenco é bom, embora eu esperasse um pouco mais de Ryan Reynolds que é um grande ator, ele proporcionou alguns momentos intensos, mas outros um pouco desconexos.

O roteiro tentou fazer milagre, pois uma estória tão rica em simbolismos, para ser contada em apenas 1 hora e 54 minutos, requer um grande esforço: não faltam informações, a sequência é veloz, os personagens são apresentados com seus traços de personalidade de forma adequada, a aventura é inegável, mas faltou um pouco mais de emoção, sobretudo na curva dramática do protagonista, que acabou prejudicada.

Numa leitura simbólica desde o início com mais atenção, Lanterna Verde trata de uma luta da vontade contra o medo, no qual o herói é um “lanterna”, ou seja, ele ilumina, e o vilão é o Parallax. Lembrando que verde é a cor da esperança, e que a palavra paralaxe significa um ponto de vista diferente, e ainda que este personagem simboliza o medo.

Há toda uma noção com abrangência poética, óbvia, mas literalmente fascinante. O tema é o desenvolvimento das virtudes e as dificuldades encontradas nos vícios, é uma obra filosófica e metafísica. Por fim a direção foi muito boa, pois orquestrou uma equipe de grandes talentos com outros pouco menos talentosos e ainda lançou novos. A função de levar o personagem à tela grande, foi sim cumprida com sucesso, e inclusive criou a expectativa de uma nova versão, ou de uma continuação.

Como apresentação de um personagem tão importante do universo DC (que há muito gostaríamos de ver!), a obra é boa, mas comparada aos resultados atuais, é um pouco fraca.

Uma produção que custou 200 milhões de dólares e retornou apenas 219 milhões de dólares, foi indicado a 7 prêmios dos quais ganhou 2 e isto foi controverso, pois também foi considerado pela crítica o pior filme do ano: com certeza um excesso de exigência, mas que é parte do trabalho crítico que determina o valor de uma obra e serve como guia para melhorar o cinema, trata-se de uma exigência excessiva e muito necessária.

A Warner Bros já entregou coisa melhor recentemente, mas o cinema é uma constante evolução e pelo menos o personagem saiu do banco da reserva e foi colocado em campo, num momento crucial.

Uma nota 7,5 é justa, e para quem aguarda o novo Lanterna Verde, programado pela Warner para 2020, o filme serve sim como introdução.

 

CONFIRA O FILME LANTERNA VERDE NAS LOJAS ONLINE E PLATAFORMAS DE STREAMING:

AMAZON INTERNACIONAL

AMAZON REINO UNIDO

FNAC PORTUGAL

SARAIVA

 

Ficha Técnica:

Filme / Ano: Green Lantern – Lanterna Verde / 2011

Produção: Donald De Line, Greg Berlanti

Direção: Martin Campbell

Roteiro: Greg Berlanti, Michael Green, Marc Guggenheim, Michael Goldenberg

Fotografia: Dion Beebe

Música: James Newton Howard

Edição: Stuart Baird

Elenco: Ryan Reynolds, Blake Lively, Peter Sarsgaard, Mark Strong, Angela Bassett, Tim Robbins

Orçamento / Receita: US$ 200 milhões / US$ 219.851.172

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *