Home / Cinema Europeu /

Snu Abecassis: conheça uma mulher singular através do cinema e TV

Snu Abecassis: conheça uma mulher singular através do cinema e TV

 

Amada por muitos e odiada por poucos, Snu Abecassis foi uma das personalidades femininas mais interessantes da sociedade portuguesa. Neste post recordamos duas obras recentes, um filme e uma série, que desvendam mais sobre a editora dinamarquesa que se radicou em Portugal e cuja morte dramática jamais será esquecida.

No início do ano 2019 somos presenteados com uma das maiores histórias de amor do século XX.

O filme SNU, realizado por Patrícia Sequeira, foi inspirado na vida de Snu Abecassis e conta-nos a sua história de amor com o famoso político Francisco Sá Carneiro, fundador do PSD.

Depois da série 3 MULHERES (2018), agora também é possível ver no grande ecrã a longa-metragem que retrata a história de amor e coragem entre Snu e Francisco, partindo dos factos históricos e políticos reais, mas dando maior protagonismo ao argumento romântico.

SNU: O filme

Snu é dinamarquesa e a fundadora da Publicações Dom Quixote, editando livros que desafiam a censura do Estado Novo. Francisco Sá Carneiro é um dos mais carismáticos políticos portugueses.

Quando se conhecem, em 1976, ambos são casados e têm filhos. Apaixonam-se irremediavelmente e decidem assumir esse amor num Portugal em plena reconstrução do fascismo, abalando as convenções. Partilham valores e ambição, lutam juntos pela democracia e pela liberdade, deixando a sua marca na política e na sociedade.

Morrem tragicamente, protagonizando uma das grandes histórias de amor do século XX.

SNU baseia-se nas biografias de Snu Abecassis e Sá Carneiro bem como em documentação da época. Na concepção do argumento trabalhou também Cláudia Clemente e foi consultora histórica Helena Matos.

A banda sonora assinada por SURMA ajuda-nos a entrar na narrativa e na dimensão mais poética do filme.

Com registo de romance biográfico, SNU junta em cena Inês Castel-Branco, a protagonizar Snu, e Pedro Almendra, interpretando Francisco Sá Carneiro. A narrativa tem ínicio em 1980 e leva-nos a conhecer esta bela história de amor.

TRÊS MULHERES: A série de TV

O ano 2018 revelou a história de 3 MULHERES que marcaram o século XX em Portugal, na série homónima. Uma ideia original de Fernando Vendrell e Elsa Garcia, com argumento de Fátima Ribeiro e Luís Alvarães e música original de Pedro Marques.

A série TRÊS MULHERES retrata a luta de três figuras femininas que lutaram pela liberdade e se opuseram ao regime durante a década de 60 e, antes de chegar ao público, já estava nomeada para os Prix Europa na categoria de melhor série de ficção.

Natália Correia, Snu Abecassis e Maria Armanda Falcão (mais conhecida como Vera Lagoa) são interpretadas por Soraia Chaves, Victoria Guerra e Maria João Bastos, respetivamente.

Realizada por Fernando Vendrell e produzida pela DAVID & GOLIAS. A minissérie foi exibida pela RTP entre outubro de 2018 e janeiro de 2019.

3 MULHERES é uma série de ficção que, a partir das biografias e da intervenção cultural e cívica da poetisa Natália Correia, da editora Snu Abecassis e da jornalista Vera Lagoa, recorda os últimos anos do Estado Novo – 1961 e 1973 – do início da Guerra colonial à véspera da Revolução de Abril.

Natália Correia foi uma irreverente escritora que esteve envolvida em grandes polémicas. Exemplo disso foi o lançamento da obra Antologia Erótica e Satírica, que a levou a ser condenada pela justiça.

Vera Lagoa foi a primeira locutora da RTP, jornalista, cronista e empresária. Snu Abecassis sempre defendeu que as pessoas deveriam ter a oportunidade de aprendizagem.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
AdobeStock

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *