Home / Archives /

Realizadores

Realizadores / 70 posts encontrados

Como fazer vídeos profissionais e eficazes para a sua comunicação

by Gonçalo Sousa
Os vídeos dominam a comunicação nos dias atuais. E tudo indica que irá continuar na vanguarda da revolução tecnológica que a Internet lançou. No entanto, muitos empreendedores ainda temem a criação de vídeos, baseando a sua opinião nos custos de produção associados, que podem não ser enquadrados no seu orçamento. Quando entendem que o custo já não é um problema, então nascem outras dúvidas, nomeadamente como fazer vídeos profissionais e eficazes para a sua comunicação.

7 dicas para fazer vídeos online de aparência profissional

by Gonçalo Sousa
O vídeo foi responsável por 73% de todo o tráfego online em 2020, o que significa que quando alguém está na Internet, é muito provável que esteja a assistir a um vídeo. Particularmente para realizadores de documentários, curtas ou longa-metragens, a utilização do vídeo em forma de trailer é essencial para a divulgação do seu trabalho. Contudo, quando a intenção é apenas fazer um vídeo de marketing para promover um novo filme, nem sempre compensa usar todos os recursos dos estúdios de filmagem. Por isso mesmo actualmente existem ferramentas disponíveis com um preço bastante acessível, como por exemplo o editor de vídeo Clipchamp.

Toda a Programação do BEAST – Festival Internacional de Cinema 2019

by Marta Reis
A terceira edição do BEAST – Festival Internacional de Cinema apresenta mais de 90 filmes de produção recente que promovem um olhar pelo cinema que se produz, hoje, na Europa de Leste. Dividida em 3 eixos fundamentais, East Wave; East Doc e ExperimentalEAST, a competição internacional do BEAST apresenta uma eclética selecção de filmes de produção recente, desenhando o caminho por entre uma geração de novos realizadores.

Tudo sobre a 15ª edição do FEST – Festival Novos Realizadores, Novo Cinema

by Marta Reis
A 15ª edição do FEST – Festival Novos Realizadores, Novo Cinema teve lugar de 24 de Junho a 1 de Julho, em Espinho. Esta edição voltou a reunir o novo cinema mundial a um vasto programa de indústria, destinado a curiosos, alunos e profissionais da área. Conheça neste post as novidades e todos os premiados.

Recordações da Casa Amarela: a escuridão e luz de João César Monteiro

João César Monteiro marcou indelevelmente a forma como se pensa, faz e lê o cinema em Portugal, tanto enquanto cineasta e ator, como enquanto escritor e crítico de cinema. Debruçamo-nos neste texto sobre um dos seus filmes mais importantes: Recordações da Casa Amarela, que acompanha a vida de João de Deus no caminho obscuro e descendente das misérias de Lisboa.

Obras-Primas do Cinema Europeu: L’Age d’Or, Choque de Imagens de Luís Buñuel

Luís Buñuel (1900-1983) inicia a sua carreira cinematográfica realizando, de plano, 2 filmes básicos do cinema, ambos de vanguarda, ambos surrealistas, além de excelentes. O filme A Idade do Ouro (L’Age d’Or, França, 1930) revela um diretor forrado de ampla cultura humanística e artística e com perfeito domínio da linguagem cinematográfica. Conheça a nossa review deste clássico do cinema europeu.

Um Homem com uma Câmera: A Mágica da Arte de Dziga Vertov

O filme mítico de Dziga Vertov intitulado Um Homem Com Uma Câmera é, além de tudo, obra de arte, na qual a beleza da imagem contém a beleza do objeto que a compõe, bem como esta constitui aquela num ato simultaneamente temático e formal, em que um depende do outro para existir e se manifestar. Leia a análise de Guido Bilharinho.

Obras-Primas do Cinema Europeu: O Vampiro de Carl Theodor Dreyer

by Guido Bilharinho
Carl Theodor Dreyer é um dos cineastas mais importantes do cinema por força de filmografia tão fundamental que se coloca ao lado dos maiores ficcionistas do século. E uma das suas obras mais notáveis é o filme O Vampiro (1932), que pode conhecer melhor nesta review.

Filmes Soviéticos: O Encouraçado Potemkin, A Arte da Imagem

Se o cinema é a arte da imagem em movimento, O Encouraçado Potemkin de Sergei Eisenstein é a arte da imagem. Não é apenas o melhor filme do cinema. É cinema. É a beleza da imagem. Da imagem que fala e significa. Da imagem discurso, mas, antes de tudo, da imagem visão.

Obras-Primas do Cinema Europeu: Nosferatu, a Arquitetura do Terror

Em 1922, Murnau realiza Nosferatu baseado no livro de Bram Stoker. Não obstante ter-se posteriormente produzido várias versões do tema, como as realizadas por Tod Browning e Francis Ford Coppola, é indispensável - e mesmo inevitável - compará-lo com a refilmagem de Werner Herzog.

Obras-Primas do Cinema Europeu: a Criatividade e Arrojo de Metrópolis

Metrópolis (1926) de Fritz Lang é talvez, cronologicamente, o primeiro grande filme de ficção-científica. Não simplesmente o primeiro, porque, antes dele, e desde Méliès, com seu Voyage Dans la Lune (1902), o gênero já se instala no cinema. Mas, o primeiro de valor artístico, de arrojada criatividade.