Home /

Quem Somos


QUEM SOMOS

“O cinema é um modo divino de contar a vida.” – Federico Fellini


O Blog Mundo de Cinema destina-se a todos os amantes da Sétima Arte que pesquisam sobre este tema na Internet. Queremos sobretudo providenciar artigos de relevância sobre cinema, de modo a propagarmos e estimularmos o gosto pelos filmes. Por esta sala de cinema recebemos todo o tipo de espectadores: os amantes de cinema clássico, os que procuram os thrillers e filmes de terror, os que não dispensam os grandes romances de Hollywood e os que aplaudem os filmes de autor. Com a nossa câmara apontada ao meio cinematográfico, sentamo-nos na cadeira do realizador e assumimos a direção.

Textos de opinião, dissertações, crónicas, reviews de filmes e histórias menos conhecidas e paralelas do universo cinéfilo são apenas algumas das rubricas que apresentamos no blog. Todos os textos neste blog exprimem a opinião do seu autor. O Mundo de Cinema é parte integrante da rede de blogs fundada pela Beat Digital. A redação dos artigos ficou a cargo da equipa do blog Estratégia Digital e de colaboradores que partilham connosco a mesma paixão pelo cinema.

Se Federico Fellini (um dos maiores realizadores cinematográficos de sempre) afirmou que o cinema era um modo divino de contar a vida nós decidimos ir mais longe e falar do cinema que tocou as nossas vidas. Entre os conteúdos do blog poderá encontrar críticas e análises a filmes, artigos sobre o making of das suas películas favoritas e ainda a biografia de realizadores e atores que marcaram a história cinematográfica.

Gonçalo Sousa


Sou o fundador da Beat Digital e do Blog Estratégia Digital, mas como tenho uma visão apaixonada sobre o mundo do cinema resolvi criar este blog com o apoio da minha equipa e de alguns grandes amigos que aceitaram o desafio para colaborar neste projecto. A ideia é muito simples: partilhar o melhor possível com todos por que razão o cinema preenche tanto as nossas vidas.

Marta Reis


“Para vocês, o cinema é um espetáculo. Para mim, é quase um meio para compreender o mundo.” – Vladimir Mayakovsky. O Mundo do Cinema cativou-me desde cedo. A paixão pelo Documentário surgiu quando comecei a contar as minhas próprias histórias. Tenho desenvolvido e colaborado em diversos trabalhos audiovisuais como realizadora, produtora, assistente de realização, diretora artística e argumentista. Sou investigadora de Arte Visual e Interativa, professora universitária na área da produção de vídeo desde 2005, Mestre em Televisão e Argumento e estou atualmente em doutoramento em Cinema e Audiovisual com o tema: "Extra-Muros. Essay on the(s) poetic(s) of documentary film".

Eduardo Aranha


Após ver um filme, uma das primeiras coisas que faço é ouvir a banda sonora. Acredito que a imagem e o som conseguem (pelo menos na maior parte dos casos) contar tão bem a história como as próprias personagens em si. E mais do que isso: parece que o filme se prolonga e que o vou vendo e revendo na minha cabeça, mantendo-o perto mesmo depois do fim.

Tiago Leão


Sou um jovem licenciado em Ciências da Comunicação com o objetivo de explorar novas formas de chegar ao público via Internet. O cinema é um gosto antigo que cresceu comigo, à medida que ia conhecendo novas obras. Hoje, não só estou interessado no cinema em si, mas nas histórias que conta ou omite.

André Ferreira


Nascido e criado no universo da publicidade, é impensável eu estar noutro lugar. Sou o fundador do Blog Publicidade & Marketing e também Digital Marketeer de profissão, mas sobretudo acredito que qualquer pessoa consegue alcançar o seu sucesso, através de muita dedicação e só com o apoio das ferramentas correctas.

Miguel Silva


Ajudo PME, organizações e grandes empresas a otimizar e desenvolver a sua presença na Internet de forma eficaz, com o objetivo de angariar clientes e/ou aumentar as vendas, ao mesmo tempo que constroem a sua reputação online. Por isso fundei o Blog Ecossistema Digital, onde publico artigos sobre Marketing Digital, Comércio Electrónico, Redes Sociais e assuntos relacionados.

Bruno Henriques


Livros, Humor e História confundem-se, inspiram e transpiram na minha vontade. Criatividade era para ser o meu nome do meio, mas os meus pais preferiram Miguel. Tenho formação em História e já fui guia turístico, livreiro, radialista, líder de equipas, professor e bloguista. Sou, atualmente, mentor da página O Javali de Vladivostok.

Paulo Veiga


Nasci em Castelo Branco no Verão de 1980. Cedo senti a necessidade de me expressar artisticamente, aos 10 anos recebi a minha primeira máquina fotográfica e arranhava umas notas no baixo do meu irmão. Aos 15 anos, desenhei as minhas t-shirts e pintei algumas paredes. Aos 20 anos fui para Coimbra estudar Design de Comunicação. Em 2001 com a banda Out Standing editei o álbum Increasing the Cabal. Em 2007 fundei a agência de comunicação Play Me, onde sou director criativo. A música e a fotografia foi desde sempre uma paixão e um hobby presente na minha vida.

Vasco Espinheira


“Music is my radar” (Blur). Acordo e respiro música até voltar a adormecer. Ela está à flor da pele e brinca com os meus sentidos, fazendo-me amar, bocejar ou odiar de uma forma tão irracional quanto rápida. Só pode ser algo mágico, pois em duas décadas ainda consegue arrepiar-me e fazer-me querer descobrir o futuro bem aqui do nosso presente. Sou parte ativa nessa arte do inconsciente, dos Blind Zero (PT) aos Sun Kil Moon (USA) do mestre Mark Kozelek. Na universidade, larguei a engenharia "Kraftwerkiana" para entregar-lhe o meu outro eu. Licenciei-me em Ciências da Comunicação e Marketing, pois desejava olhar para a música com consciência plena da sua beleza imaculada em todos os seus ângulos. “There’s more to the picture, than meets the eye” (Neil Young).

Agostinho Ferraz


Nasci na cidade do Porto em 1975 e desde muito cedo que tenho uma inclinação para o desenho. Considero a aptidão do desenho um fator relevante na minha profissão, onde como todas as criações humanas, tudo começa com um esboço. Sou Art Diretor numa empresa de comunicação no Porto, e ilustrador freelancer para diversos clientes.

Goreti Teixeira


Podia dizer que sou a senhora dos sete ofícios, mas o jornalismo é o que mais me preenche. Durante oito anos trabalhei n’ O Primeiro de Janeiro, na secção de Cultura, e aprendi a olhar com outros olhos para tudo o que envolve as diferentes manifestações artísticas. Hoje, além do jornalismo, da gestão das redes sociais de uma entidade de Gondomar, abraço também o ramo empresarial representando comercialmente a InforEco, uma marca portuguesa que se dedica à reciclagem de consumíveis informáticos.

Tiago Cruz


Fiz o secundário em informática, mas pelo último ano o que me movia era ver o próximo filme ou ler o próximo livro. Virei a página então para o Cinema na faculdade, tendo realizado já 3 curtas-metragens . Interesso-me por tudo um bocado. Posso estar a ler factóides aleatórios na net a ouvir Beatles ou Radiohead e no instante a seguir a cantar Alanis Morisette enquanto arrumo a casa. Gosto de pensar que sou assim por pura curiosidade, mas o mais provável é que o seja só para matar o tédio e preencher o vazio. Por outro lado, há quem mate o tempo de formas bem piores que filmes, séries, livros e jogos e música, e como ‘The Hitch’ disse: “We have it the other way around, time kills us.” Portanto neste momento estou só a tentar consumir o máximo que posso de informação e entretenimento, antes que o tempo faça a sua cena.

Pablo Santos


Pablo Bruno de Paula dos Santos é um escritor especialista em mídias sociais. Iniciou a primeira fonte brasileira sobre "A Series of Unfortunate Events", o Desventuras em Série Brasil, reconhecida por Daniel Handler, Companhia das Letras e Editora Seguinte. Atualmente, Pablo produz artigos e entrevistas exclusivas como colaborador para revistas e websites.

Leila Krüger


Não vivo sozinha – tenho meus livros. Acredito no amor – mesmo que rasgue. Acredito em recomeços improváveis. E sempre guardo a saudade do mar. Autora dos livros Reencontro (2011), A queda da Bastilha (2012), Coração em chamas (2014) e Eu quero mais é ser feliz (2017). Escrevo nos gêneros romance, contos, crônicas e poesia. Mestre em Comunicação Social pela PUCRS.

Ricardo Luiz Roveran


Brasileiro, 36 anos, estudante de filosofia, crítico de cinema, musical e literário, resenhista, escreve para sites de notícias sobre filosofia, política e cultura.

Manuel Tinoco de Faria


Anglófilo, cinéfilo, melómano e wired, estou sempre em cima da jogada com a caneta afiada. De prog rock Australiano às últimas novidades tech do Vaticano, cá estarei para vos actualizar com tudo o que se passa à volta de Música, Cinema e Techonomics.

Jonathan da Cunha Palhano


Meu nome é Jonathan, tenho 24 anos e atualmente curso Jornalismo na FSG (Faculdade da Serra Gaúcha). Gosto muito de filmes e séries, amo saber porquê aquele filme é interessante e como foi feito, então pesquiso muito. Desde os meus 16 anos que escrevo em blogs, no começo era na Psycoplay e depois escrevia na Resenha Teen sobre livros, e sempre estou por dentro na telona.

Guido Bilharinho


Guido Bilharinho é advogado atuante em Uberaba, editor da revista internacional de poesia Dimensão de 1980 a 2000 e autor de livros de literatura (poesia, ficção e crítica literária), cinema (história e crítica), história (do Brasil e regional), publicando atualmente no Facebook os livros Obras-Primas do Cinema Brasileiro e Brasil: Cinco Séculos de História.