ÚLTIMOS POSTS

Morangos Silvestres de Ingmar Bergman: beleza e redenção em filme

1957 foi um ano crítico para Ingmar Bergman. Trabalha profusamente como quem precisa preencher um vazio. Um vazio cada vez mais fundo, buraco negro sugando toda a sua dedicação e energia. É o ano em que escreve e realiza Morangos Silvestres, filme belo e redentor, que conta a história de Isak Borg (Viktor Sjostrom), médico e professor reformado de 78 anos que se prepara para receber uma distinção por seus 50 anos de carreira.

10 filmes e documentários sobre futebol que não pode perder

Existem inúmeros filmes e documentários sobre futebol em que você pode enfiar os dentes em várias plataformas. Para este artigo, vamos concentrar-nos nos melhores exemplos. Selecionamos 10 dos melhores filmes de futebol já feitos, numa mistura de documentários e filmes dramáticos que com certeza vão capturar a sua atenção e o seu coração de adepto desde o início até ao fim.

Tem um negócio de cinema? Teste um serviço de E-Mail Marketing Gratuito!

16 October, 2020
Se você é um ator, atriz, organizador de eventos de teatro e cinema, blogger cinéfilo, dono de uma sala de espetáculos ou produtora de filmes que utiliza a Internet e o E-Mail Marketing todos os dias para comunicar com os seus seguidores, então deve ler este artigo até ao final. Você sabia que o E-Mail Marketing é o canal digital que proporciona mais vendas em qualquer negócio? Sim, não é o seu website, nem um blog, nem sequer as suas redes sociais.

Obra-prima de Hugo Carvana é revisitada pelos seus realizadores

O filme “Vai Trabalhar, Vagabundo”, de 1973, é considerado um marco do renascimento da comédia no cinema brasileiro. Produzido no Rio de Janeiro, a longa-metragem também marcou a carreira de Hugo Carvana: além de ter sido ator protagonista, ele estreava como diretor de cinema. Quatro décadas depois, “Vai Trabalhar, Vagabundo” é revisto e comentado por Carvana e outros realizadores do filme no documentário de média-metragem “Éramos Todos Loucos”.

PROFILEMATE: como vender pelo Instagram no negócio de Cinema?

01 October, 2020
Ser uma das referências no seu mercado é muito importante para garantir que todos os meses você continue fazendo vendas do seu produto ou serviço, seja ele qual for. E o Instagram é uma ferramenta muito poderosa para atrair as pessoas relacionadas com o seu negócio do Cinema. Por isso temos uma boa notícia: agora, felizmente, com o Profilemate você pode se tornar uma referência de forma automática e ganhar seguidores no Instagram todos os dias!

Salve o Prazer: o documentário de Cafi, criador de capas famosas da MPB

O fotógrafo e artista plástico Carlos Filho, mais conhecido como Cafi, foi responsável por algumas das capas de disco mais emblemáticas da música brasileira — quase 300 álbuns, inclusive o lendário “Clube da Esquina”, de Milton Nascimento e Lô Borges. Mas a sua contribuição para a arte e a cultura foram além. O documentário “Salve o Prazer” conta a sua trajetória da década de 1960 até a sua morte, no réveillon de 2019.

Paulinho da Viola tem documentário afetivo com guião de Zuenir Ventura

"Paulinho da Viola — Meu Tempo é Hoje" é o nome do documentário dirigido por Izabel Jaguaribe com roteiro do escritor e jornalista Zuenir Ventura, correspondendo a um perfil afetivo do cantor, instrumentista e compositor. O filme mostra os seus mestres e amigos, as suas influências musicais e os seus hábitos desconhecidos do grande público. Mas a grande revelação vem das reflexões do músico sobre um único tema — o tempo.

O Cineclube do Porto e a DRCN oferecem cinema ao ar livre nos jardins da Casa das Artes

Todas as quartas-feiras de Agosto às 22h há cinema ao ar livre no Porto. Num ano em que faz mais sentido que nunca, o Cineclube do Porto faz férias em casa. Pelo segundo ano consecutivo AS NOITES DE BORIS vão ter lugar nos jardins da Casa das Artes. A partir de dia 5 de agosto, a programação ao ar livre é dedicada mais uma vez ao formato da curta-metragem.

Gia Carangi – Viva Rápido, Morra Jovem

24 August, 2020
Este é um artigo sobre Gia Marie Carangi e seu filme “Gia”, de 1998, em que Angelina Jolie interpretou a protagonista com certa maestria – ela mesma identificada na jovem perdida, rebelde, pura, insana, diferente. ​Você talvez não tenha ouvido falar de Gia. Ela foi, oficialmente, a primeira Top Model. Ela morreu de AIDS aos 26 anos, provavelmente pelo vício em drogas injetáveis. Morreu quando já estava recuperada do vício. Morreu quando queria tanto viver algo novo...