Home / Archives /

História do Cinema

História do Cinema / 61 posts encontrados

viagem à lua

A Viagem à Lua que iniciou o cinema de ficção científica em 1902

by Eduardo Aranha
Estávamos no ano de 1902 quando George Méliès sonhou mais alto do que todos os outros e fez A Viagem à Lua. O filme do ilusionista francês tem pouco mais de 8 minutos, acompanha a aventura de 5 astronautas e foi um grande sucesso na altura do lançamento. Conheça toda a história neste post e veja o filme.

Ramona, livros no cinema e a questão dos direitos de autor

by Tiago Leão
Nos dias que correm, a maior parte dos filmes que chegam às salas de cinema são adaptações cinematográficas de livros best-sellers internacionais já bem conhecidos do público. Nomes como Harry Potter, O Senhor dos Anéis, a saga O Padrinho e até mesmo Guerra e Paz foram obras mostradas em livros antes de se tornarem grandes êxitos cinematográficos. Mas, antes de qualquer um destes, houve um pioneiro a explorar este filão.

O Assassínio do Duque de Guise: a primeira banda sonora do cinema

by Tiago Leão
Em 1908, o cinema volta a dar um passo marcante. Uma vez mais foi em França que se fez história, desta vez com a apresentação do filme L’Assassinat du duc de Guise (também conhecido como O Assassínio do Duque de Guise). Trata-se de um filme marcante, realizado pela dupla Charles Le Bargy e André Calmettes. No entanto, o que melhor define este filme é o facto de ter sido encomendada uma banda sonora original para acompanhar as imagens.
castelo-assombrado

O Castelo Assombrado: terror e gargalhadas no mesmo filme

by Eduardo Aranha
Por muito estranho que isto possa parecer para os amantes do cinema de terror, a verdade é que o filme pioneiro do género Terror tem muito pouco de assustador. Neste post falamos do filme O Castelo Assombrado, realizado por George Meliès, em 1896.

Nanook of the North: um documentário tão polémico quanto inovador

by Tiago Leão
Estamos em 1922 e os cineastas procuram novos caminhos para percorrer com a arte recente do cinema. As imagens ainda são a preto e branco e os filmes permanecem em silêncio. Apesar de começarem a surgir alguns dos êxitos mais comerciais nos estúdios norte-americanos, o realizador Robert J. Flaherty decide partir para o Ártico, à procura de uma história que ninguém conheça. A magia da imagem em movimento já não é suficiente.

Kinemacolor, uma visita ao mar e o início do cinema a cores

by Tiago Leão
Embora o início do cinema a cores esteja envolto em alguma polémica, podemos dizer que o começo da era comercial da sétima arte colorida aconteceu com a invenção do Kinemacolor. Se até então filmes como A Viagem à Lua eram pintados à mão, com este novo sistema introduziu-se a filmagem direta a cores. A Visit to the Seaside foi a experiência que deu início a esta nova era do cinema.

The Great Train Robbery: a primeira história contada no grande ecrã

by Tiago Leão
The Great Train Robbery (em português O Grande Assalto ao Comboio) não é só um clássico do cinema, mas é também uma obra importante da cultura pop. O filme já foi reinventado várias vezes, servindo de inspiração a outras obras cinematográficas e séries televisivas. Afinal, basta olhar para o final de The Goodfellas, de Martin Scorsese, ou de American Gangster, de Ridley Scott, para perceber que a memória de The Great Train Robbery está ainda fresca na cabeça dos realizadores e do público.

10 Curiosidades sobre os atores que já venceram Óscares

by Tiago Leão
Há uma noite, algures em Fevereiro, que é sempre muito aguardada pelos amantes de cinema. Nas semanas que se antecedem, corremos para as salas de cinema para ver os grandes títulos que estão nomeados, discutimos com os nossos amigos entre baldes de pipocas e fazemos as nossas apostas sobre quem vai levar para casa a estatueta de melhor filme.

O Cinema é a Vida em Movimento?

by Gonçalo Sousa
A palavra cinema deriva do termo grego ‘Kinema’, que significa movimento. Esta denominação foi escolhida para designar a arte de produzir imagens em movimento após a construção do cinematógrafo pelos irmãos Lumiére. Mas este foi apenas um dos diversos equipamentos desenvolvidos no século XIX capazes de registar fotograficamente imagens sucessivas numa velocidade superior ao tempo da persistência retiniana.