Home / Séries de TV /

16 mortes em Game of Thrones que não aconteceram nos livros

16 mortes em Game of Thrones que não aconteceram nos livros

 

Desde 2010 que o início da Primavera significa apenas uma coisa para os fãs a série da HBO Game of Thrones: o início de uma nova temporada. Como já tive oportunidade de contar uma vez, a minha opinião quanto a esta série é algo problemática. Uma vez que li os livros d’As Crónicas de Gelo e Fogo antes de começar a série, prefiro saber o que vai acontecer aos Stark, aos Lannister e aos Targaryen pelas páginas de um livro do que conhecer o final a partir de um ecrã.

Infelizmente, George R. R. Martin leva o seu tempo a escrever os livros e, após cinco temporadas, chegamos ao ponto em que a história na série ultrapassa a dos livros. Os produtores e realizadores que estão a ser orientados por Martin já fizeram alguns desvios na história: acrescentaram momentos que não estavam lá, retiraram personagens cruciais e chocaram até mesmo quem leu cada página dos livros publicados.

Enquanto o muito aguardado sexto livro The Winds of Winter e a sexta temporada não chegam, só nos resta esperar e, para os aficionados como eu, rever os episódios e reler os livros para alimentar o vazio que fica. Foi assim que cheguei à conclusão de que podia escrever um artigo sobre personagens que morreram na série Game of Thrones mas que, na verdade, ainda estão bem vivas (ou mais ou menos vivas) nos livros de George R. R. Martin. Ao fazer a contagem, fiquei um bocado surpreendido com o número.

ATENÇÃO: este artigo poderá conter SPOILERS para quem não viu a quinta temporada de Game of Thrones.

16 Personagens mortas em Game of Thrones que estão vivas nos livros

Jeyne Westerling/Talisa Maegyr

Uma das mudanças mais evidentes que a série fez relaciona-se com identidade da mulher com quem Robb Stark casa no final da segunda temporada. No livro, a personagem é Jeyne Westerling, filha de vassalos menores da Casa Lannister. Na série, a esposa do Rei do Norte é, no entanto, Talisa Maegyr, uma curandeira que vagueia nos campos de batalha pronta para ajudar os lesionados. Entretanto, na série, esta personagem morre no infame Casamento Vermelho (episódio nove, terceira temporada) logo após anunciar que estava grávida.

No livro, no entanto, não é isto que acontece. Robb Stark deixa a esposa Jeyne Westerling em Correrrio. A personagem está, por isso, bastante viva nos livros de George R. R. Martin e há até fãs a suspeitar de que possa estar grávida de um herdeiro para Winterfell. Se está grávida ou não, isso (ainda) não sabemos mas de uma coisa podemos ter a certeza: Jeyne Westerling vai fazer de novo parte do enredo e logo no Prólogo de The Winds of Winter, como já foi confirmado pelo autor.

Jojen Reed

“Hoje não é o dia em que morrerei”, diz Jojen Reed, com alguma frequência, em A Dança dos Dragões. Porém, mal sabe ele que já está morto desde o episódio dez da quarta temporada. Esta personagem, que ao longo dos livros tem visões do futuro e aconselha Bran Stark a viajar para o Norte, onde receberá então a ajuda e orientação que lhe foi prometida, poderá ainda ter um papel importante nos livros. Porém, na série, a sua participação terminou. Aliás, mais do que morto, o seu corpo explodiu.

Pyp e Grenn

O Pyp e o Grenn – dois dos amigos mais próximos de Jon Snow – sempre mantiveram um papel mais secundário, quer nos livros, quer na série televisiva. Mas a grande batalha que aconteceu na Muralha (quarta temporada, episódio nove) foi fatal para as personagens que, contudo, saíram são e salvas do confronto narrado no livro. Em The Winds of Winter deveremos voltar a vê-los em Castelo Negro, provavelmente ultrajados com o que se sucedeu ao Senhor Comandante (Relativamente a Jon Snow, já agora, decidimos não incluí-lo nesta lista, uma vez que o seu futuro, tanto no livro, como na série, foi deixado em aberto).

Shireen Baratheon

Esta é uma das mortes que mais me incomoda (e à maior parte dos leitores). Não apenas por termos visto uma criança inocente, com uma enorme capacidade intelectual, ser queimada como sacrifício pelo seu próprio pai. O que realmente incomoda é a confirmação desta morte, que há muito já se suspeitava que fosse acontecer nos livros (mas que ainda não aconteceu!). Assim, mais do que o horror da cena em si, este foi um dos momentos em que a série fez um “spoiler” aos leitores.

Stannis e Selyse

O casal Baratheon, nos livros, encontra-se separado. Enquanto Selyse está na Muralha, ao lado da filha, o marido partiu para Winterfell – com o que resta da sua hoste e os clãs das montanhas – e prepara um assalto à antiga fortaleza dos Stark, agora ocupada pelos Bolton. A série, no entanto, chocou alguns fãs no final da quinta temporada. Alguns episódios antes, já tinha sido revelada a morte de Shireen. Para agravar ainda mais a situação, assistimos no último episódio, à morte dos seus pais.

Na série, os Baratheon não se separam quando abandonam a Muralha e marcham para Winterfell. Logo no início do décimo episódio da quinta temporada, é nos revelado que Selyse se enforcou numa árvore, devorada pelo remorso daquilo que fizeram à filha. No final, após uma rápida batalha que não demorou mais do que cinco minutos, chega a vez de Stannis ser derrotado e de, supostamente, ser executado por Brienne de Tarth. Embora não tenhamos realmente visto Stannis a morrer (apenas a espada a descer na direção do seu pescoço), é relativamente seguro supor que a personagem encontrou o seu fim. No livro, talvez as coisas aconteçam de forma diferente.

Rakharo e Irri

 

No livro Os Reinos do Caos a última vez que vimos as personagens Rakharo e Irri – dois serventes leais de Daenerys Targaryen – os dois partem, com outro grupo, para procurar a sua Rainha no Mar Dothraki. Relembramos que Daenerys Targaryen desapareceu, levada por um dos seus dragões que, num ímpeto de fúria e fogo, provocou tragédia e desertou. Porém, no livro, estas personagens estão mortas desde a segunda temporada: Rakharo morreu quando, seguindo ordens da khaleesi, foi bater território à procura de refúgio; Irri foi estrangulada, alguns episódios mais tarde, de forma a ser introduzido o (estúpido) plot – que ainda hoje não faz sentido para mim – do roubo dos dragões.

Xaro Xhoan Daxos

Ainda relacionado com a morte de Irri, introduzimos aqui a personagem de Xaro Xhoan Daxos e Doreah, a criada de Daenerys que lhe ensinou sobre as artes do amor. Pelos vistos, na série televisiva, estas duas personagens envolveram-se amorosamente e arquitetaram um plano para roubar os dragões de Daenerys. Mas como a Mãe dos Dragões acaba por sair vencida da Casa dos Imorredouros, a sua vingança foi cobrada: os dois traidores foram fechados no cofre impenetrável de Xaro Xhoan Daxos e aí deixados para morrer.

Curiosamente, em A Fúria dos Reis,  Doreah não chega sequer a Qarth, acabando por morrer durante a travessia do deserto. Entretanto, Xaro continua bem vivo e, no último livro, chega mesmo a fazer uma visita a Daenerys, numa tentativa de a subornar a partir para Westeros e deixar as Cidades dos Escravos. Quando ela recusa o suborno, Qarth declara guerra contra a Mãe dos Dragões.

Pyat Pree

Esta personagem – um feiticeiro estranho, careca, com lábios azuis – está no mesmo barco que Xaro Xhoan Daxos. Na série, também ele fez parte do esquema para roubar os dragões a Daenerys e assim ver a sua magia rejuvenescer. No episódio final da segunda temporada, quando Daenerys escapa e destrói a Casa dos Imorredouros, o feiticeiro é queimado vivo. Porém, nos livros, mesmo que não tenha voltado a aparecer, a personagem continua viva. Em A Dança dos Dragões, Xaro Xhoan Daxos chega mesmo a informar Daenerys que o mago está a preparar a sua vingança pelo que a rainha lhe fez.

Mance Rayder

A morte de Mance Rayder, o Rei para lá da Muralha, aconteceu logo no primeiro episódio da temporada cinco e causou arrepios entre os fãs. Porém, a verdade é que a personagem ainda se encontra viva nos livros e estabelecida num local que será palco de grandes desenvolvimentos em The Winds of Winter. Apesar de, no livro A Dança dos Dragões, termos visto Mance Rayder queimado vivo, a verdade é que, como descobrimos alguns capítulos mais à frente, uma outra personagem foi queimada no lugar do líder dos selvagens. Este, entretanto, é enviado para Winterfell de forma a resgatar uma falsa Arya Stark que aí se encontra, desposada pelo infame Ramsay Bolton.

Barristan Selmy

O cavaleiro da Guarda Real, que foi dispensado do serviço pelo rei Joffrey (paz à sua alma!) e se tornou rapidamente guarda ajuramentado de Daenerys, encontrou a sua morte na série, algures no momento tenso que marcou o final do episódio quatro da quinta temporada. No livro, no entanto, Barristan Selmy está vivo e sabemos de antemão que em The Winds of Winter contará com pelo menos um capítulo (que foi lido por George R. R. Martin em vários eventos) sob o ponto de vista do cavaleiro e que relata uma batalha em Meereen. Uma vez que Daenerys desapareceu, Barristan está encarregue de governar a cidade, treinar novos cavaleiros e assegurar que Hizdahr zo Loraq – que apressadamente casou com Daenerys em Os Reinos do Caos – não joga contra os interesses da sua Rainha…

Hizhdar zo Loraq

Mas a verdade é que Hizhdar zo Loraq parece também estar morto na série. No episódio nove da quinta temporada, vemos a personagem ser esfaqueada pelos Filhos da Harpia, no momento em que a arena é invadida pelos apoiantes dos esclavagistas de Meereen.

Myrcella Baratheon

A morte de Myrcella Baratheon – filha ilegítima de Cersei e Jaime Lannister – aconteceu também no fatídico último episódio da quinta temporada. No livro, apesar de estar mutilada e ter ficado sem uma orelha, continua viva e sob a proteção dos Martell. Os leitores esperam que a personagem perca realmente a vida muito em breve em The Winds of Winter, uma vez que foi profetizado a Cersei Lannister que tal aconteceria. Porém, a série decidiu antecipar-se. Após trazer Myrcella de volta  (não a víamos desde a segunda temporada, onde foi então interpretada por outra atriz) os produtores deram-lhe um enredo breve e com pouca relevância acabando, no fim, por matá-la. Ainda hoje lamento que não tenham explorado melhor esta personagem e que não tenham seguido o enredo do livro – em que Myrcella é sequestrada pela filha de Dorian Martell com o intuito de ser coroada num desafio ao irmão, Tommem. No entanto, calculo que a morte tenha implicações no futuro da série e que poderemos esperar uma vingança sem impunidade por parte de Cersei Lannister. É esse o meu consolo.

Catelyn Stark

Terminamos, por fim, com uma das personagens mais emblemáticas e assustadoras dos livros: Catelyn Stark, também conhecido por Senhora Coração-de-Pedra. Se bem a recordamos da série, a personagem morreu no Casamento Vermelho, ao lado do filho, quando lhe rasgaram a garganta com uma faca. Porém, para grande consternação dos fãs, o livro A Glória dos Traidores termina com a revelação de que Catelyn Stark – cujo corpo está meio apodrecido e que mal consegue falar – foi ressuscitada pelos poderes de um sacerdote vermelho e está agora a liderar um banda de foras-da-lei. Os fãs dos livros que viram a série esperaram, ansiosamente, que a personagem aparecesse no final da terceira temporada, mas ela não apareceu. Mais tarde, fizeram as suas apostas de que ia ser no final da quarta temporada… mas nada. As expectativas para a quinta temporada já não eram altas e ainda bem porque, novamente, não se mencionou sequer a personagem. Será que ainda há esperança?

 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *