Home / Cinema /

Second Spin: usados que têm direito a uma segunda volta

Second Spin: usados que têm direito a uma segunda volta

 

Com a Internet e o aparecimento de sites de comércio eletrónico, muitos usados saltaram do baú e ganharam uma nova vida. Não falamos apenas de raridades do tempo dos nossos avós, mas de CD’s e DVD’s relativamente recentes a que já não damos assim tanto valor e que acabam por ficar em casa a ganhar pó e a ocupar espaço.

Todavia, um filme que para si tem pouco valor, para outra pessoa pode ser um verdadeiro objeto de culto. Muitas vezes, uma determinada obra cinematográfica que até nem foi um grande sucesso e que possui uma qualidade questionável, é capaz de nos transportar para momentos da nossa vida em que fomos muito felizes. Posto isto, podemos mesmo dizer que para cada filme colocado há venda, há um possível comprador.

Foi com esta ideia em mente que surgiu o Second Spin, uma plataforma de compra e venda de usados que oferece uma grande coleção cinematográfica de filmes mais recentes e de obras que já saíram dos cinemas há muito. Além dos filmes em vários formatos, há também espaço para músicas e até videojogos. O objetivo é incentivar as trocas entre amantes destas áreas e fazer com que o preço pago e cobrado seja sempre justo, não fosse este o slogan da Second Spin: “ninguém paga mais por música, filmes e jogos usados”.

Second Spin: porque motivo comprar usados?

Além da Second Spin, seguramente já ouviu falar de várias plataformas onde as pessoas colocam à venda as coisas que já não usam. O sucesso deve-se sobretudo às vantagens para ambas as partes: quem compra encontra aquilo que procura a preços mais baixos; quem vende consegue ganhar algum dinheiro com aquilo que já não quer e assim pode adquirir novos objetos.

A juntar a isto é possível encontrar verdadeiras raridades que há muito deixaram de estar à venda nas livrarias ou lojas de entretenimento. Para colecionadores e fãs de um determinado realizador, esta é sem dúvida uma excelente oportunidade para encontrar edições limitadas ou objetos de culto.

SecondSpin.com

 

Graças a plataformas como o Second Spin, dá-se um controlo de preço que favorece ambas as partes. Os vendedores conseguem preços justos pelos seus objetos e não são enganados por acharem que algo vale menos do que realmente vale só por ser velho. Do lado oposto, os compradores conseguem preços ajustados e não têm de pagar balúrdios por algo, que mesmo sendo antigo, afinal não é assim tão raro.

Para ser aceite como vendedor no Second Spin é preciso seguir um conjunto de regras, nomeadamente no que diz respeito a aos direitos humanos. Por exemplo, nenhum vendedor ou empresa registada pode tirar partido de mão-de-obra infantil ou de trabalho forçados; todos devem seguir regras de saúde e higiene no trabalho, ter um comportamento ético e cuidados ambientais.

Second Spin: à descoberta de tesouros (quase) perdidos

Graças a um funcionamento extremamente simples e intuitivo, o Second Spin tornou-se no site perfeito tanto para aqueles que sabem exactamente o que procurar, como para os que gostam simplesmente por navegar entre filmes, música e videojogos. Dentro do website, existem sete grandes menus: CD, BluRay, DVD, Games, Vynil, Deals (Melhores oportunidades) e Personal Favorites (Favoritos).

Uma vez no interior de cada menu é possível partir à descoberta de promoções, encontrar objectos coleccionáveis, ver os mais vendidos ou encontrar os lançamentos mais recentes.Para tornar a tarefa mais simples, há também um menu lateral com os vários géneros cinematográficos e musicais, cada artigo possui (como não podia deixar de ser) uma descrição e há uma área que nos diz que as pessoas que compraram aquele artigo também compraram outros tantos. Quais? Aqueles o Second Spin apresenta logo em seguida.

Tudo para garantir uma experiência personalizada e permitir que cada cliente possa escavar fundo os tesouros que são as velharias dos outros.

 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *