Home / Archives /

História do Cinema

História do Cinema / 59 posts encontrados

Outubro: A Arte da Realidade de Sergei Eisenstein

Em 1927, no décimo aniversário da revolução soviética, Sergei Eisenstein (1898-1948), auxiliado por Grégori Alexandrov (1903-1983), realiza Outubro (Oktiabr, U.R.S.S., 1927) dedicado à tomada do poder na Rússia pelos bolcheviques. Do ponto de vista puramente artístico e cinematográfico, é obra brilhante, como todas suas realizações. Salientam-se nela - pela extrema modernidade, agilidade e adequação - os cortes e a montagem.

Quais são os 25 escritores mais importantes em Hollywood?

by Eduardo Aranha
Baseando-se no número de livros vendidos de cada escritor, assim como no número de adaptações, projetos a ser desenvolvidos, créditos adicionais e influência cultural, o The Hollywood Reporter elaborou a lista que apresentamos neste post sobre os 25 escritores mais importantes em Hollywood.

Dia de 13 de abril vamos cantar os Parabéns ao Cineclube do Porto

by Marta Reis
O Cineclube do Porto faz 73 anos e organizou uma programação especial para celebrar esta data. Marque já na agenda! Para além da programação regular, o Cineclube do Porto preparou uma Sessão Especial de aniversário e um Workshop sobre a Nouvelle Vague.

Entrevista Cineclube do Porto: a casa de excelência para cinéfilos

by Gonçalo Sousa
Fundado em 1945, o Clube Português de Cinematografia – Cineclube do Porto, foi o primeiro Cineclube do país. O Cineclube do Porto é uma associação cultural, sem fins lucrativos, cujo objetivo principal é proporcionar cinema de qualidade numa oferta regular que desenvolva cultura. Para além da programação regular, o CPC-CCP realiza ainda sessões e ciclos especiais, filmes-concerto, exposições, publicações e formações na área do cinema e tem, para já, planos definidos até 2020. Confira a nossa entrevista agora.

Será Jean-Luc Godard o autor mais icónico da Nouvelle Vague?

by Marta Reis
Uma Nova Vaga de realizadores franceses começou a impor-se em meados dos anos 50, mas é em 1959 que se afirma verdadeiramente, pois é neste ano que as três maiores figuras deste movimento François Truffaut, Alain Resnais e Jean-Luc Godard completam os seus primeiros filmes. Jean-Luc Godard será possivelmente o autor mais característico do movimento e também o que o terá influenciado mais. Neste artigo analisamos a Nouvelle Vague a partir do filme À BOUT DE SOUFFLE (1960).

A Greve: Engajamento e Arte de Sergei Eisenstein

É certo que A Greve é realizado a partir da realidade nacional soviética de então, no sentido de mostrar a seus operários a exploração e a violência capitalistas, reforçando, assim, o regime. Constitui, pois, nesse sentido, obra engajada. Todavia, esse primeiro filme de Sergei Eisenstein já é obra do gênio, que, de filme a filme, só faz consolidar-se e aprimorar-se.

Mocinho Encrenqueiro: a Realidade e Comicidade de Jerry Lewis

by Guido Bilharinho
A comicidade de Jerry Lewis (1926-2017), ator e cineasta, advém da conjunção de dois fatores, que compõem distintos níveis estruturais de seus filmes: a subversão da normalidade e a sua performance como ator. O filme Mocinho Encrenqueiro (cujo nome original é The Errand Boy, EE.UU., 1961), que Jerry Lewis dirige e no qual atua, enquadra-se na fórmula que decorre de criação própria que, por sua vez, atende e corresponde à sua faculdade de estar e se posicionar no mundo, categoria superior à simples representação ou ao modo peculiar de ser e agir.

O Otário: Relembrando Jerry Lewis como Peixe n’Água

by Guido Bilharinho
Jerry Lewis (1926-2017) é considerado por parte da crítica um gênio da comédia. Não chega a tanto, mas, não resta dúvida, que é um dos grandes atores (e autores) cômicos do cinema, podendo comparar-se a Charlie Chaplin. Neste artigo, Guido Bilharinho relembra este nome marcante do cinema através da análise do filme O Otário.

Jeanne Moreau, uma carreira de 7 décadas no Cinema

by Marta Reis
Jeanne Moreau, rosto da Nouvelle Vague e figura central na história do cinema europeu, deixou o mundo do cinema de luto. Neste artigo homenageamos esta atriz francesa cuja carreira marcou de forma indelével a cultura europeia.