Home / Cinema /

Um guia pelos festivais de cinema portugueses da atualidade

Um guia pelos festivais de cinema portugueses da atualidade

 

Entre 2004 e 2015 colaborei na Produção e Direção do Black & White – Festival Internacional Audiovisual. É evidente a enorme aprendizagem obtida e os filmes de qualidade visionados mas nunca é demais referir as pessoas incríveis que fui encontrando e aquilo que descobri sobre a interminável generosidade humana.

Trabalhar num evento internacional obriga-nos a “sair da nossa caixa” para conhecer o Outro. Mesmo sem sair do lugar aprendemos sobre outros países e culturas. Podemos encontrar-nos repentinamente noutros lugares em que a aprendizagem pode ser intensiva. Foi num Festival de Cinema fora de Portugal que, pela primeira vez, senti que tinha encontrado a minha “tribo”.

A todos aqueles com quem me cruzei nestas andanças – e com quem tanto aprendi – nos últimos anos remeto a minha profunda gratidão!

Festivais de cinema de Norte a Sul de Portugal

Numa rápida pesquisa ao website do ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual é possível encontrar mais de 20 Festivais de Cinema a terem lugar em território português, apenas em 2016.

Neste primeiro artigo sobre Festivais de Cinema enumeramos os Festivais de Cinema Portugueses de maior referência:

Bragacine – o Festival Internacional de Cinema Independente de Braga foi fundado em 2003. É o mais antigo festival de cinema independente em Portugal. O Bragacine é organizado pelo Cineclube da Universidade do Minho e apresenta, todos os anos, filmes nacionais e internacionais.

O Caminhos do Cinema Português é o único festival de cinema exclusivamente português, realizado em Portugal. O Caminhos do Cinema Português tem lugar anualmente em Coimbra. Organizado pelo Centro de Estudos Cinematográficos da Associação Académica de Coimbra, é um dos poucos Festivais de Cinema realizados fora da Grande Lisboa e Grande Porto.

O CINANIMA é um festival de cinema de animação organizado pela NASCENTE Cooperativa de Ação Cultural, em parceria com a Câmara Municipal de Espinho. Desde a sua primeira edição, em 1976, tem desenvolvido uma atividade regular na divulgação desta forma cinematográfica e dos seus autores, naquele que é considerado um projeto precursor da descentralização cultural portuguesa. O CINANIMA é sem dúvida um evento de relevo internacional que se conseguiu afirmar fora dos grandes centros de Lisboa e Porto.

O Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema é hoje um dos principais acontecimentos cinematográficos e culturais do país. Desde 1993 que o Curtas Vila do Conde tem consolidado a sua posição como divulgador das mais recentes tendências no cinema contemporâneo conquistando também um lugar de destaque no panorama europeu dos festivais internacionais de cinema. A sua atração principal são as curtas-metragens mas o Curtas progrediu para um festival multidisciplinar em torno das imagens em movimento.

O Doclisboa propõe repensar o Documentário nas suas implicações e potencialidades: o cinema apresenta-se aqui como uma prática que permite encontrar novos modos de pensar e agir no mundo, assumindo desta forma uma liberdade que supõe uma íntima implicação entre o artístico e o político. O Doclisboa procura dar a ver filmes que eventualmente nos ajudarão a compreender o mundo em que vivemos e a encontrar nele possíveis forças de mudança.

 

Douro Film Harvest é um evento que se diferencia por combinar cinema, gastronomia e música de uma forma única, celebrando o Universo Douro, enquanto identidade de ligação ibérica, na sua vertente das gentes, do rio e dos patrimónios. O Vale do Douro recebe em Setembro esta “celebração de filmes que celebram a vida”, aliando-se a colheita vinícola à apreciação cinematográfica. O Douro Film Harvest é organizado e produzido pela Expanding World.

O Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto, nasceu, na cidade do Porto, há 36 anos. O Fantasporto é um dos festivais de cinema mais prestigiados a nível Europeu, senão Mundial. São dez dias de Festa para o Mundo do Cinema, onde produtores, realizadores, atores, atrizes, distribuidores e público se fundem num programa multifacetado, com uma tónica de género, o Fantástico.

FEST – Festival Novos Realizadores | Novo Cinema é uma celebração única de novo cinema e de novos cineastas. O festival decorre anualmente em Junho, na cidade de Espinho. O FEST procura criar um espaço onde jovens e promissores cineastas possam mostrar e promover o seu trabalho, assim como desenvolver os seus conhecimentos, partilhar oportunidades, criando novos públicos para o cinema independente.

O FIKE – Festival Internacional de Curtas-Metragens, é o maior evento cinematográfico independente que se realiza no interior do país, estendendo as suas atividades a uma área geográfica correspondente a cerca de 30% da área do território de Portugal continental. O FIKE oferece ao público, desde 2001, a oportunidade de contactar com as melhores curtas-metragens nacionais e internacionais provenientes de várias partes do mundo.

O INDIELISBOA é um local privilegiado para a descoberta de novos autores e tendências do cinema mundial e integra uma competição de longas e curtas metragens de realizadores emergentes. Mantendo o seu foco na criatividade e independência dos autores, o INDIELISBOA é já reconhecido como um dos mais importantes festivais de cinema em Portugal.

LEFFEST – Lisbon & Estoril Film Festival, quer dar ao espectador a possibilidade de confrontar ideias, ter voz ativa, participando das experiências de vida e reflexões de cineastas, pensadores e artistas. O festival propõe estas experiências e reflexão no grande écran e ao vivo, nas várias manifestações artísticas, masterclasses, debates e simpósios. O LEFFEST garante a melhor seleção de filmes em competição, a projeção de autores fundamentais na história do cinema e de jovens cineastas emergentes.

Não podemos deixar de referir alguns dos Festivais que, embora extintos, foram pioneiros, tendo deixado uma marca indelével no Cinema Português: o FESTROIA – Festival Internacional de Cinema de Setúbal; o FICA – Festival Internacional de Cinema de Algarve; e o FICFF – Festival Internacional de Cinema da Figueira da Foz, que foi, durante três décadas, o mais importante festival de cinema de Portugal. Em 2014 o Festival da Figueira renasceu sob o nome Figueira Film Art.

 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *