Home / Festivais de Cinema /

Conheça os filmes premiados da 16.ª edição do Festival MONSTRA

monstra

Conheça os filmes premiados da 16.ª edição do Festival MONSTRA

A 16ª edição do MONSTRA teve lugar de 16 a 26 de Março de 2017. Ao longo dos próximos parágrafos, procuramos conhecer melhor o festival e como decorreu a última edição.

O Festival de Animação de Lisboa | MONSTRA nasceu no ano 2000 com o objectivo de celebrar a transversalidade artística, fazer encontrar pessoas de diferentes artes, transmitir novos olhares artísticos, usando como base a linguagem mais pluridisciplinar que conhecemos, o Cinema de Animação.

Em 2018, a MONSTRA decorrerá de 8 a 18 de março.

16.ª edição do Festival MONSTRA

A 16ª edição do MONSTRA esteve repleta de novos olhares pelas estreias mundiais, europeias e nacionais que apresentamos nas diferentes competições, retrospetivas e programas especiais. No universo competitivo destacamos também os 130 filmes na competição de curtas e estudantes e, naturalmente, o prémio Vasco Granja | SPA onde encontramos as produções portuguesas mais recentes, com destaque para a estreia mundial do último filme de Joana Toste.

Na programação especial para as escolas, a MONSTRINHA apresentamos, uma vez mais, uma programação eclética, com mais de três dezenas de filmes, em versão internacional ou dobrados em português. Filmes vistos, deliciados, discutidos e votados pelos milhares de crianças que anualmente participam neste “festival dentro do Festival”.

Para as famílias, a MONSTRINHA reserva também um largo conjunto de obras de arte, entre curtas e longas-metragens, capazes de encantar miúdos e graúdos. Para os professores realizamos a terceira bienal de formadores e oficinas internacionais de animação.

Com a participação de experientes pedagogos internacionais e nacionais, este é um fórum de troca e aprendizagem de metodologias e formas de utilizar o cinema de animação como ferramenta pedagógica.

Destaque para algumas das formações da MONSTRA com grandes mestres mundiais como Jean-François Laguionie, Giannalberto Bendazzi, Ted Sieger, Claude Barras, Andrea Martignoni, Juan Pablo Zaramella ou o mestre do acting para a animação Ed Hooks.

Gostaríamos ainda de destacar as exposições MONSTRA onde se podem contemplar e conhecer os bastidores da animação: a exposição comemorativa dos 20 anos de um dos grandes estúdios franceses, a JPL Films; a exposição Fotogramma Per Fotogramma com originais de filmes, desenhos, ilustrações, marionetas e storyboards de alguns dos melhores realizadores italianos.

À solta na cidade, a MONSTRA apresenta no largo Camões o Cinema Mais Pequeno do Mundo. “Vestido” à italiana e pela mão dos nossos amigos do Les Ateliers de la Halle | Arras (França) a sala de 12 lugares vai encher-se dezenas de vezes para apresentar uma programação “apinhada” de curtíssimas animadas.

Nos cinemas Ideal e City Alvalade destaque para as secções dedicadas ao documentário animado DoKAnim, ao suspense no TerrorAnim, às retrospetivas históricas e ao Cinema Experimental, este com uma brilhante programação da britânica Vera Neubauer.

O ClipAnim tem este ano como curador o TIM. O timoneiro dos Xutos apresenta escolhas magníficas e de grande diversidade, tanto nos estilos e estéticas plásticas como nos ritmos e géneros musicais.

Na 16ª edição estreamos a MONSTRA Triple X, uma programação muito especial, dedicada ao cinema de animação sensual. Esta edição fica também marcada pelo olhar estereoscópico e inovador da Realidade Virtual. Uma viagem imersiva ao mundo da animação realizada para a Realidade Virtual, com especialistas de renome mundial, como Rachid El Guerrab, project manager da ©Google Spotlight Stories, Tim Ruffle, realizador da Aardman Animation, Luke Ritchie, Head of Interactive Arts do Nexus Studios ou o português Rui Guedes, fundador da Ground Control Games.

Fonte: MONSTRA

 

Premiados MONSTRA 2017

Grande Prémio MONSTRA: MA VIE DE COURGETTE, de Claude Barras

Prémio do Público: MA VIE DE COURGETTE, de Claude Barras

Melhor Filme Português – Prémio SPA-Vasco Granja: É PRECISO QUE EU DIMINUA, de Pedro Serrazina

Grande Prémio MONSTRA CURTA: PERIPHERIA, de David Coquard-Dassault

Melhor Curtíssima Portuguesa: A LENDA DE STINGY JACK, de Andreia Reisinho Costa

Melhor Curtíssima Internacional: CIRCUITO DE BICICLETA, de Jasmijn Cedee

Melhor Curta de Estudantes: OLHA APENAS PARA MIM, de Tomoki Misato

Prémio de Melhor Curta de Estudantes Portuguesa: LUGAR EM PARTE NENHUMA, de Bárbara de Oliveira e João Rodrigues

Grande Prémio Monstrinha: AMORAS, de Polina Minchenok

Melhor Filme para a Infância e Juventude: LUDOVIGO E LUCA – A Grande Corrida do Queijo, de Rasmus A. Sivertsen

Menção Honrosa: WINDOW HORSES – A Epifania Poética Persa, de Rosie Ming, de Ann Marie Fleming

Prémio Especial do Júri: LOUISE EN HIVER, de Jean-François Laguionie

Share this article

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *