Home / Archives /

Reviews de Filmes

Reviews de Filmes / 68 posts encontrados

Let’s Play Two: um documentário sobre os Pearl Jam que une a Música e Desporto

by Gonçalo Sousa
Através da visão de Danny Clinch e da voz dos Pearl Jam, o filme Let's Play Two mostra o percurso de uma relação especial – interligando momentos marcantes do percurso da banda com a história dos Chicago Cubs. É um documentário que destaca a música, o suor e todas as esperanças que envolve ser, simultaneamente, um admirador dos Chicago Cubs e do grupo de Seattle.

Filmes Soviéticos: O Encouraçado Potemkin, A Arte da Imagem

Se o cinema é a arte da imagem em movimento, O Encouraçado Potemkin de Sergei Eisenstein é a arte da imagem. Não é apenas o melhor filme do cinema. É cinema. É a beleza da imagem. Da imagem que fala e significa. Da imagem discurso, mas, antes de tudo, da imagem visão.

O maravilhoso reflexo dos Arcade Fire num documentário excepcional

by Eduardo Aranha
The Reflektor Tapes é um documentário visualmente estonteante e hipnótico sobre o processo criativo dos Arcade Fire. O documentário foi realizado por Khalil Joseph e reúne imagens das sessões de gravação do disco Reflektor, atuações ao vivo e registos da estadia do grupo no Haiti.

Obras-Primas do Cinema Europeu: Nosferatu, a Arquitetura do Terror

Em 1922, Murnau realiza Nosferatu baseado no livro de Bram Stoker. Não obstante ter-se posteriormente produzido várias versões do tema, como as realizadas por Tod Browning e Francis Ford Coppola, é indispensável - e mesmo inevitável - compará-lo com a refilmagem de Werner Herzog.

Os 20 anos do lançamento do filme Corra, Lola, Corra e os seus elementos de sucesso

by Gonçalo Sousa
Há obras que ficam marcadas na história e uma delas é o filme Corra, Lola, Corra. A obra é um clássico para os apaixonados pela sétima arte e também para os estudiosos de cinematografia, isso porque traz diversos elementos importantes de um bom filme. Veja neste post alguns deles.

Obras-Primas do Cinema Europeu: a Criatividade e Arrojo de Metrópolis

Metrópolis (1926) de Fritz Lang é talvez, cronologicamente, o primeiro grande filme de ficção-científica. Não simplesmente o primeiro, porque, antes dele, e desde Méliès, com seu Voyage Dans la Lune (1902), o gênero já se instala no cinema. Mas, o primeiro de valor artístico, de arrojada criatividade.

10 documentários sobre futebol obrigatórios para todos os adeptos

by Gonçalo Sousa
O futebol é feito de episódios importantes e por vezes torna-se crucial revisitar a história em certos momentos. Por essa mesma razão, pareceu-nos apropriado compilar um conjunto de documentários sobre o Mundo do Futebol que procuram retratar a modalidade desportiva por diferentes óticas.

Descubra 10 Documentários Musicais imperdíveis para melómanos!

by Tiago Leão
Há artistas que transcendem a esfera musical e acabam por ascender à categoria de lenda da cultura pop, conforme demonstram os filmes sobre Kurt Cobain e do polémico Amy Winehouse. Inspirados por estes exemplos, hoje trazemos-lhe uma lista de 10 documentários musicais que merecem ser vistos e ouvidos com muita atenção.

Outubro: A Arte da Realidade de Sergei Eisenstein

Em 1927, no décimo aniversário da revolução soviética, Sergei Eisenstein (1898-1948), auxiliado por Grégori Alexandrov (1903-1983), realiza Outubro (Oktiabr, U.R.S.S., 1927) dedicado à tomada do poder na Rússia pelos bolcheviques. Do ponto de vista puramente artístico e cinematográfico, é obra brilhante, como todas suas realizações. Salientam-se nela - pela extrema modernidade, agilidade e adequação - os cortes e a montagem.

L’Enfant: adultos que são crianças a viver num mundo brutal

by Eduardo Aranha
Este artigo foca-se no filme L’Enfant, realizado por Jean Pierre e Luc Dardenne, que arrecadou a Palma de Ouro no Festival de Cannes 2005, entre outras distinções. Os irmãos Dardenne moldaram as personagens e a ação do filme, combinando material literário e inspirações de eventos reais que influenciaram o processo criativo da dupla e acabaram por ser integrados na história.

Recordando: A Vida é Um Sopro

by Gonçalo Sousa
O filme “A Vida é Um Sopro”, com direção e roteiro de Fabiano Maciel e lançado em 2007, retrata a vida e a obra do arquiteto Oscar Niemeyer. Independente do que você possa pensar sobre os aspetos estéticos ou práticos de sua obra, ou até mesmo de suas convicções políticas (pois muitos nunca conseguem distinguir o artista ou o profissional de suas opiniões), o fato é que Niemeyer, em sua área, é um símbolo do Brasil no mundo.