Home / Cinema /

Os 10 filmes de terror mais famosos de Wes Craven

Os 10 filmes de terror mais famosos de Wes Craven

 

É impossível olhar para a filmografia de Wes Craven sem reconhecer pelo menos um grande clássico. Mestre do terror, o realizador tornou-se popular à custa de filmes como O Pesadelo de Elm Street, Amigo Mortal e a série de filmes Scream. Nas incursões pelo drama, a sua maior obra será talvez Melodia do Coração, filme que valeu a Meryl Streep um das muitas indicações para um Óscar.

Realizador, produtor e argumentista, Wes Craven foi cineasta por inteiro. Faleceu recentemente, a 30 de agosto de 2015, na sequência de um tumor na cabeça com o qual já se debatia há algum tempo. Para trás, deixou 76 anos de genialidade. Como seria expectável, a despedida lançou uma enorme onda de homenagens: por todo o mundo surgiram manifestações de carinho quer por parte de fãs, quer por colegas realizadores e atores que trabalharam com Wes Craven.

Numa tentativa de também nós deixarmos um pequeno tributo ao realizador com o qual todos crescemos, aceitamos o desafio de escolher os 10 filmes de terror mais marcantes da sua carreira. Posto isto, dizemos sem dúvida alguma que o mais difícil foi escolher.

Os 10 filmes de terror mais famosos de Wes Craven

The Last House on the Left (1972)

The Last House on the Left, também conhecido como O Aniversário Macabro, é um dos melhores trabalhos de Wes Craven e explora o terror de uma forma absolutamente assustadora. A história revolve à volta de duas adolescentes que são levadas para uma floresta e torturadas por um gangue de mafiosos assassinos. Com profundas raízes ao filme sueco The Virgin Spring (de Ingmar Bergman), o filme gerou tanta polémica quanto os milhões de dólares que conseguiu arrecadar.

Scream (1996)

O primeiro Scream saiu no ano de 1996 e tornou-se icónico entre todos os amantes de filmes de terror. No ecrã encontramos um serial killer que adora cinema de horror e que, ao chegar a uma cidade da Califórnia, decide começar a matar um grupo de jovens. A identidade do assassino permanece envolta em mistério até ao fim graças a uma máscara que usa em todos os crimes. A máscara em questão tornou-se, na verdade, num símbolo do próprio filme e um ícone do cinema de terror. Do elenco principal também faz parte Sidney, uma jovem interpretada por Neve Campbell. Recentemente, o filme inspirou uma série do mesmo nome emitida pela MTV.

A Nightmare on Elm Street (1984)

Não há cinema de terror sem o filme A Nightmare on Elm Street (O Pesadelo de Elm Street) e o vilão icónico capaz de inspirar pesadelos até mesmo entre os mais adultos. A história tem lugar em Springwood, uma localidade fictícia nos EUA onde vivem vários adolescentes. Apesar de muito diferentes, todos têm algo em comum: à noite sofrem dos mesmos pesadelos, sempre atormentados por Freddy Krueger, um psicopata assassino de crianças. Ao chegar aos cinemas, o filme de Wes Craven conseguiu atingir os 25 milhões de dólares nos Estados Unidos e tornou-se num ícone dentro do género de terror.

The Hills Have Eyes (1977)

Um dos elementos típicos dos filmes de Wes Craven é que, no início, tudo parece normal, como se o terror que está prestes a acontecer pudesse suceder a qualquer pessoa. É o que acontece em The Hills Have Eyes, quando uma normal família suburbana decide partir numa viagem de carro pela América. Ao atravessarem o deserto de Nevada, o carro sofre uma avaria e a família vê-se de súbito encurralada longe da civilização. Os verdadeiros problemas começam, no entanto, quando um bando de selvagens os ataca.

Scream 2 (1997)

 

Em Scream 2, Wes Craven deu continuidade à história começada no ano anterior. Ao longo de duas horas seguimos de novo a história de Sidney Prescott, que agora se vê obrigada a lidar com o massacre de Woodsboro. É então que resolve mudar de cidade e começar a vida universitária. Quando tudo parece de volta ao normal, o novo namorado e o colega de casa são esfaqueados enquanto veem o filme Facada e todo o terror recomeça. O filme segue os moldes do original e são muitas as pontes criadas entre a primeira e a segunda obra. No final, o massacre acaba por se repetir, desta vez noutra cidade.

Swamp Thing (1982)

Apesar de se afastar do terror, o estilo peculiar de Wes Craven é bem identificado no filme Swamp Thing. Neste filme de ficção científica, inspirado na personagem Swamp Thing (Monstro do Pântano), seguimos a história de Alec Holland, um cientista que se vê transformado, na sequência de uma experiência, no Monstro que dá título ao filme. O responsável por tal transformação é o maléfico Anton Arcane. Mais à frente no filme, Alec salva uma mulher chamada Alice e luta contra Arcane para recuperar a sua forma original.

Cursed (2005)

É considerado um dos melhores filmes de lobisomens do século XXI e conta a história de um meio humano, meio lobo que anda à solta por Los Angeles. Depois de atacar três jovens, estes veem-se confrontados com um horrível dilema: ou matam o lobisomem que os atacou ou também eles não têm outra escolha senão tornarem-se eles próprios lobisomens. Cursed (ou Amaldiçoados na versão portuguesa) é uma bela peça de entretenimento, protagonizada por Christina Ricci e Jesse Eisenberg.

Red Eye (2005)

No filme Red Eye, somos introduzidos a um thriller que nos deixa na pontinha da cadeira. Uma vez mais, Wes Craven prova que é um mestre a contar histórias e a criar momentos de tensão. Protagonizado por Rachel McAdams, o filme segue a história da gerente de um hotel que se vê subitamente envolvida num assassinato. O seu parceiro no crime é nada mais, nada menos do um terrorista. O que torna tudo mais grave é que crime acontece dentro de um avião e em pleno voo. Uma história empolgante com um desfecho surpreendente.

The People Under the Stairs (1991)

Emn 1991, Wes Craven destacou-se no cinema de terror com The People Under the Stairs, fazendo chegar ao grande ecrã uma película capaz de assustar quem tem medo de ficar em casa sozinho. No filme acompanhamos a história de dois adultos e de um jovem ladrão que invadem uma casa. A residência, que supostamente estaria vazia, é habitada por um irmão e uma irmã e as crianças que mantêm sequestradas na cave. Assim que percebem que foi um erro terem invadido aquela casa, o grupo de invasores tenta fugir… mas não consegue.

The Serpent and the Rainbow (1988)

Lançado em 1998, The Serpent and the Rainbow (ou A Maldição dos Mortos-Vivos na adaptação portuguesa) é um filme sobre um antropólogo que decide ir para o Haiti depois de ouvir histórias de uma misteriosa droga que possui magia negra. Graças a esta substância, pessoas com poderes mágicos estão a transformar pessoas em mortos vivos. O filme tornou-se icónico pela caracterização, misturando terror e suspense com momentos de puro entretenimento. Uma obra indispensável para todos os fãs do género e, sem dúvida, um dos expoentes de Wes Craven.

 

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *