Home / Cinema /

Screen X: ao Japão chega em breve uma sala de cinema com 3 ecrãs

Screen X: ao Japão chega em breve uma sala de cinema com 3 ecrãs

Eduardo Aranha
by Eduardo Aranha

Share this article

A Sétima Arte tem sido estimulada nos últimos anos com desenvolvimentos tecnológicos sem paralelo. Se há um século o som estava prestes a chegar à imagem em movimento, então podemos também dizer que há cerca de 20 anos o cinema em 3 dimensões era ainda uma realidade estranha e pouco comum para o público e que o IMAX se assumia como um luxo que jamais viria a ser uma necessidade.

Sim, não há dúvida de que muitos avanços técnicos têm sido implementados no Mundo do Cinema, sempre com o objetivo de fazer chegar ao espectador a sensação de que está dentro da história e sente todas as emoções que se pretende veicular ao longo da película.

No entanto, é com alguma surpresa que vos escrevemos hoje este artigo. Não foi por mero acaso que começamos o primeiro parágrafo por falar de desenvolvimentos tecnológicos. No Japão, uma novidade está prestes a chegar a uma sala de cinema em Tóquio, uma novidade que pode mudar a forma como as pessoas consomem cinema e que, nos próximos anos, se poderá alastrar por todo o mundo. Estamos a falar de uma sala de cinema que não tem um, nem mesmo dois, mas sim três ecrãs!

Screen X: como funciona este tipo de sala de cinema?

Uma sala de cinema com três ecrãs? Sim, leu bem. A tecnologia em questão chama-se Screen X e muda de forma radical as salas de cinema a que estamos habituados a ir. O objetivo é dar mais vida ao filme e submergir o espectador em tudo o que se está a passar. Mesmo que possa parecer um pouco confuso, não há dúvida de que este tipo de salas de cinema fazem desta uma experiência diferente.

O Japão é o próximo país a lançar uma sala de cinema com três ecrãs. O sistema será inaugurado no complexo United Cinema Aqua City, na ilha de Odaiba, em Tóquio.

Com um ângulo de 270 graus, a projeção será feita em três ecrãs, sendo dois destes laterais. A ideia é que os ecrãs laterais permitam que o campo de visão do espectador, em relação às cenas, aumente significativamente, propiciando uma experiência diferenciada e repleta de sensações.

A tecnologia foi lançada em primeiro lugar na Coreia do Sul, em 2015, e desde então que se tem alastrado. Em Tóquio, o primeiro filme a estrear a novidade será Piratas das Caraíbas: A Vingança de Salazar – uma das estreias do mês de maio de 2017 – que promete atrair centenas de curiosos e fãs. Em baixo fica um vídeo que nos permite entender melhor como funciona estas salas de cinema.

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *