Home / Filmes de Terror /

Hitchcock: 10 filmes que mostram que este é realmente o mestre do suspense

hitchcock

Hitchcock: 10 filmes que mostram que este é realmente o mestre do suspense

Ao falarmos do género thriller, há um nome que surge sempre, não importa quanto tempo passe desde que os seus filmes chegaram ao cinema. Mestre do suspense, Alfred Hitchcock quebrou convenções, “matou” protagonistas quando os espectadores menos esperavam e atirou as culpas a personagens que, afinal, não eram culpadas. Não é de admirar que futuras gerações de realizadores tenham sido influenciadas pelas suas obras, principalmente por A Janela Indiscreta, Pássaros e Psycho.

O realizador, nascido no Reino Unido, viveu grande parte da sua vida nos Estados Unidos onde, entre os estúdios de Hollywood e vedetas do cinema, executou algumas das mais importantes obras do cinema thriller. Dessa forma, neste post decidimos voltar atrás no tempo e resgatar do sótão algumas das suas películas mais célebres.

Preparado para uma boa sessão de intriga e terror? Apresentamos então 10 filmes de suspense de Alfred Hitchcock.

10 filmes que mostram que Hitchcock é realmente o mestre do suspense

The 39 Steps (1935)

the39steps-mdc

Estávamos em 1935, em Inglaterra, quando Hitchcock se aventura pela adaptação de um romance de John Buchan. Tanto no ecrã como no livro, The 39 Steps (ou Os 39 Degraus) conta a história de um homem que tenta ajudar um agente de contraespionagem. Quando o agente é assassinado, é considerado o responsável pelo homicídio, premissa que dá origem a uma série de peripécias onde o suspense não podia faltar. Grande parte da narrativa desenrola-se entre as movimentações para se salvar a ele próprio, ao mesmo tempo que se vê na necessidade de lidar com informação secreta e confidencial. Os diálogos curtos e sempre acutilantes tornaram-se a principal imagem de marca de The 39 Steps, a par da cena que conta com um dos discursos mais icónicos da história do cinema.

The Lady Vanishes (1938)

theladyvanishes-mdc

Neste filme, uma jovem mulher cruza-se com uma velha senhora num comboio, com quem fala brevemente até, eventualmente, adormecer. Ao acordar, percebe que a senhora desapareceu. Não a consegue encontrar em nenhuma carruagem. Iris Henderson, a protagonista, começa então a investigar o desaparecimento. A tarefa complica-se quando outros passageiros se recusam a acreditar que a velha senhora tenha estado sequer a bordo da locomotiva. Contando com elenco britânico, do qual fez parte Dame May Whitty no lugar da mulher desaparecida, o filme The Lady Vanishes (Desaparecida!) combina comédia, suspense e mistério. Trata-se de um dos últimos filmes realizados por Hitchcock, em Inglaterra. O sucesso de bilheteiras preparou a sua partida para os Estados Unidos.

Shadow of a Doubt (1943)

charlie-mdc

Charlotte recebe a visita do seu Tio Charlie, um homem encantador e adorado por todos. Mas como esta é uma história de mistério, não tardam a acontecer certas coisas que levam a rapariga a suspeitar que o tio possa ser, na verdade, um assassino. É assim que Charlotte acaba por se tornar um alvo. O filme Shadow of a Doubt (Mentira) é ainda hoje considerado  um dos melhores de Hitchcock, contando com a brilhante performance de Joseph Cotten – que dá vida a Charlie – e elevando a fasquia para o género thriller. A ideia de ameaça, colocada num ambiente familiar, é aqui apresentada pela primeira vez na história do cinema.

Notorious (1946)

notorious-mdc

Um agente do governo norte-americano recruta Alicia Hubernan, interpretada por Ingrid Bergman, para uma missão com o objetivo de deter Nazis e levá-los à justiça. Filha de um alemão condenado por crimes de guerra, Alicia terá então de espiar para o governo dos EUA. No entanto, tudo se complica quando se apaixona por T. R. Devlin, o agente  que a recrutou para aquele arriscado trabalho. Ainda assim, é para o Brasil que parte, de forma a aproximar-se de um nazi chamado Alexander Sebastian que aí se encontra escondido. Notorious (Difamação) é um filme sobre tensão sexual e suspense, que promete deixar o espectador na pontinha da cadeira durante toda a película.

Rope (1948)

rope-mdc

Philip Morgan e Brandon Shadow matam um amigo que tinham em comum asfixiando-o até à morte com um pedaço de corda, mesmo antes de receberem convidados para um jantar. Apressadamente, escondem o corpo no baú que servirá como mesa para as travessas do buffet. Os dois assassinos recebem os convidados, entre os quais está a noiva da vítima e o professor universitário que, através das suas palestras, terá inspirado o crime. O mistério do assassinato vai-se resolvendo, passo a passo, naquela sala onde tudo aconteceu. Apesar de querer fazer o filme Rope (Corda) num único take, várias questões técnicas impediram Hitchcock de realizar esse objetivo. O filme foi, no entanto, um verdadeiro sucesso.

Strangers on a Train (1951)

strangersonthetrain-mdc

O que acontece quando uma socialite com traços de psicopatia se encontra com uma estrela do ténis profissional? Mais ainda: e se o tópico da conversa foi a forma como duas pessoas completamente estranhas podem sair impunes de um assassinato? Pois é precisamente esta a ideia por detrás de Strangers on a Train (O Desconhecido do Norte-Expresso), uma adaptação de um thriller altamente psicológico com o mesmo nome, escrito por Patricia Highsmith. O filme está entre os melhores exemplares do suspense e ocupa a 32.º posição do 100 Thrills do American Film Institute.

Rear Window (1954)

rear-window-mdc

Rear Window (A Janela Indiscreta) é, juntamente com Psycho, um dos maiores ex-libris da obra de Hitchcock. Sobre a história, já não há muito mais a dizer: um fotógrafo numa cadeira de rodas usa a máquina fotográfica para vigiar os seus vizinhos através da janela do seu apartamento. Ao fim de algum tempo, convence-se de que um deles cometeu um assassinato. A ideia inovadora valeu a Rear Window vários prémios e uma posição entre os filmes mais marcantes da história do cinema. Além da realização do Mestre do Suspense, a obra cinematográfica conta com grandes nomes, como James Stewart, Wendell Corey e Grace Kelly.

Vertigo (1958)

vertigo-mdc

O enredo surreal de Vertigo (A Mulher que Viveu Duas Vezes) vai deixá-lo a pensar em cenas que parecem saídas de sonhos. Esta obra-prima de Hitchcock explora temas como a obsessão e a dor provocada por amor não correspondido. No entanto, uma vez que estamos a falar do Mestre de Suspense, há muito mistério e drama à volta das personagens. A personagem principal, interpretada por Kim Novak, é constantemente controlada pela personalidade da sua falecida avó. A inconsistência em algumas das mentiras que conta e a forma como parece manipular aqueles que a rodeiam é um dos motivos pelo qual o seu amante, vivido pelo ator James Stewart, se mostra relutante em confiar na misteriosa mulher loira. A história conta com um desfecho surpreendente de que ninguém está à espera.

Psycho (1960)

psycho-mdc

Trata-se do trabalho mais conhecido de Hitchcock e não é por mero acaso. Quem não conhece a emblemática cena do chuveiro, no qual a personagem principal do filme é violentamente assassinada a meio da história? O enredo começa com Marion Crane, que recebe 40 mil dólares que o seu patrão lhe pede para depositar no banco. Porém, Marion decide usar o dinheiro para começar uma nova vida com o seu amante Sam. Ao longo da sua fuga para a Califórnia, decide passar uma noite num hotel gerido por Norman Bates, uma figura solitária que vive à sombra das ameaças da mãe. É aí que a personagem principal é assassinada. Mas o mistério paira no ar: quem é o assassino? A revelação chocante só acontece nos últimos minutos de Psycho.

The Birds (1963)

thebirds-mdc

Este clássico inesquecível de Hitchcock mostra-nos o que aconteceria se a humanidade fosse, de repente, atacada por pássaros. Os ataques desencadeados por todo o tipo de espécies aviárias, numa pequena cidade à beira-mar, causam o terror entre as personagens: são atacados em festas de anos, enquanto trabalham os campos e até mesmo na escola. A cena dos pássaros, pousados no recreio da escola, é absolutamente arrepiante. O filme The Birds (Os Pássaros) envolveu a utilização de inúmeros efeitos especiais, assim como pássaros reais, treinados para a cena, assim como pássaros mecânicos e pássaros animados. O resultado foi espetacular e assustador. O facto de não ser dada uma resposta que explique o estranho comportamento das aves parece tornar a ameaça mais real.

Partilhar este artigo

Comentários

  • 08 dezembro, 2015

    Missão difícil selecionar 10 em filmografia tão rica. Bom Trabalho! Como complemento recomendaria mais 6 que considero imprescindíveis: Rebecca (1940), Suspeita (1941), Um Barco e Nove Destinos (1944), Chamada para a Morte (1954), O Homem Que Sabia Demais (1956) e Intriga Internacional (1959).

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *