Home / Documentários /

Documentário de James Cameron mostra impacto do Aquecimento Global

james cameron

Documentário de James Cameron mostra impacto do Aquecimento Global

O aquecimento global trouxe consequências que estão cada vez mais presentes na atualidade. Desde 1980, a temperatura média da Terra aumentou 0.8 º C, batendo recordes para o maior aumento de sempre. O número pode não parecer muito dramático, no entanto especialistas dizem que, a este ritmo acelerado, dentro de 100 anos a temperatura média terá subido 11.4 ºC.

O que é que isto significa? Aumentos sucessivos na temperatura média são um dos fatores que determinam alterações climáticas, das quais podem resultar secas, inundações, degelo dos glaciares e subida do nível médio das águas do mar. Por outras palavras, questões que hoje parecem fazer parte de um distante cenário apocalíptico tornar-se-ão no dia-a-a-dia. Como tal, é mesmo inevitável que assuntos de natureza ambiental comecem a preencher as agendas políticas.

Ainda que no início do século XXI muitos estivessem céticos quanto ao aquecimento global, hoje o fenómeno é reconhecido tanto pelo comum dos cidadãos como por cientistas. Resta então fazer duas perguntas: quais as causas do aquecimento global? E de que forma podemos proteger o planeta Terra das suas consequências?

Famoso produtor e realizador canadiano, James Cameron debruçou-se sobre o assunto. O resultado foi um documentário de 9 episódios, chamado Years of Living Dangerously. Entre os participantes do trabalho documental encontram-se jornalistas, como Chris Hayes, e veteranos do cinema, como Harrison Ford, Don Cheadle, Arnold Schwarzenegger e Jessica Alba.

Ao longo das várias partes do documentário acompanhamos mudanças no ambiente, em diferentes regiões do mundo. A ideia é transmitir para o ecrã quais as reais consequências do aquecimento global, que deixa de ser um conceito abstrato para se tornar em algo real, com implicações práticas na vida de milhões de pessoas. Em Years of Living Dangerously, Cameron utiliza testemunhos de profissionais e de pessoas comuns para relatar esse mesmo impacto.

Posto isto, importa dizer que este é sem dúvida o documentário indicado para todos aqueles que não sabem muito sobre o aquecimento global ou para os poucos céticos que ainda restam. A linguagem comum, cruzada com partes mais científicas, fez com que o documentário se destacasse como “um dos mais importantes esforços para comunicar as alterações climáticas através de um canal multimédia”.

Os convidados especiais de James Cameron

O documentário Years of Living Dangerously é composto por 9 partes. Analisemos com mais detalhe cada uma delas.

Episódio 1: Dry Season

Em Dry Season, Don Cheadle analisa as secas que afetaram o estado do Texas, nos Estados Unidos da América. Enquanto isso, Harrisson Ford visita a Indonésia, onde fica a saber mais sobre o fenómeno da deflorestação, resultado do aumento da procura por produtos como o petróleo e o papel. Em simultâneo, Thomas Friedman tenta perceber como a guerra civil síria contribuiu para a seca. O episódio está disponível AQUI.

Episódio 2: End of the Woods

O ator Arnold Schwarzenegger acompanha os bombeiros no combate aos incêndios florestais que afetaram a zona oeste dos Estados Unidos da América. Aqui vemos como estes homens arriscam as suas vidas para fazer face aos fogos que se propagam no verão.

years of living dangerouslyEpisódio 3: The Surge

O famoso jornalista Chris Hayes parte à descoberta das consequências do furacão Sandy, visitando as cidades e as famílias afetadas. Durante The Surge, Haye encontra-se com um membro do congresso que antes era cético, mas que mudou de opinião quando confrontados com os factos.

Episódio 4: Ice & Brimstone

Durante Ice & Brimstone, o ator Ian Somerhalder acompanha a história da filha de um padre evangélico que tenta convencer o pai e os restantes membros das congregações de Carolina do Norte de que o aquecimento global é um problema real e a ser combatido.

Episódio 5: True Color

Olivia Munn aprende sobre assuntos que dizem respeito à acidificação oceânica e aos terminais para exportação de carvão da costa oeste dos Estados Unidos. Com ela, acompanhamos Jay Inslee, um governador do estado de Washington DC, que usa a sua posição e influencia no combate às mudanças climáticas.

Episódio 6: Winds of Change

Neste episódio, a atriz America Ferrera analisa como as políticas públicas levaram ao aumento do investimento na energia eólica e solar no estado do Kansas. O episodio fala ainda de como e porquê das grandes companhias petrolíferas estarem a tentar reverter esse investimento.

Episódio 7: Revolt, Rebuild, Renew

Em Revolt, Rebuild, Renew, Jessica Alba acompanha os membros da Climate Corps enquanto estes ajudam as empresas norte-americanas a tornarem-se mais eficientes e sustentáveis. Por sua vez, Thomas Friedman estuda como o efeito do aquecimento global nas culturas de trigo dos EUA contribuíram para a Primavera Árabe.

Episódio 8: A Dangerous Future

Michael C. Hall viaja para o Bangladesh com o objetivo de medir o impacto das alterações climáticas na vida das pessoas que vivem em países em desenvolvimento. Em breve, espera-se que 150 milhões de pessoas sejam afetadas pela subida do nível médio das águas do mar e pelas secas. Nesta sequência, muitos serão obrigados a abandonar as suas próprias casas.

Episódio 9: Moving a Mountain

No último episódio, Michael C. Hall conclui a sua aventura pelo Bangladesh, mostrando os efeitos do aquecimento global: o aumento do nível médio das águas do mar leva a que 17% do continente fique debaixo de água. Em simultâneo, Thomas Friedman entrevista o presidente Barack Obama. Durante a entrevista, o representante dos EUA diz que “há muito que podemos fazer” em relação ao aquecimento global.

Quem é James Cameron?

Em Hollywood não há quem não conheça o produtor e realizador James Francis Cameron. Do seu leque de filmes fazem parte obras como The Terminator, Aliens, Avatar e The Abyss. Todavia, Titanic, de 1997, será provavelmente o trabalho pelo qual mais é recordado, já que mereceu os Óscares de Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Edição.

O interesse pela problemática das mudanças climatéricas é principalmente explicado pela preocupação que o realizador tem com o futuro. Ainda que habituado a filmar cenários de catástrofes, James Cameron salienta que o aquecimento global não é ficção científica. Como tal, aceitou fazer parte de Years of Living Dangerously, onde desempenhou o papel e produtor.

   

Partilhar este artigo

Comentários

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *