Home / Documentários /

Prelinger Archives: mais de 6 mil vídeos para descarregar gratuitamente

prelinger archives

Prelinger Archives: mais de 6 mil vídeos para descarregar gratuitamente

Anúncios publicitários, obras de arte, bancos de vídeos, filmes caseiros, propaganda: a história do cinema produziu, até aos dias de hoje, centenas de conteúdos que podem muito bem ser hoje considerados documentários. Através desses conteúdos audiovisuais podemos retratar épocas distintas das nossas vidas, assim como atitudes e até mesmo padrões estéticos.

Porém, mais do que ver, agora é possível utilizar esses mesmos conteúdos que caíram no domínio público para fazer a sua própria história, incorporando tais imagens no seu trabalho moderno. Como? A resposta é muito simples: graças ao Prelinger Archives, uma plataforma que permite a qualquer utilizador descarregar mais de 6600 filmes de forma totalmente gratuita para que, mais tarde, os possa utilizar como bem entender.

Neste post, apresentamos por isso o Prelinger Archives e desenterramos do fundo do baú algumas das relíquias que poderão ser encontradas nesta plataforma.

Prelinger Archives: tesouros totalmente esquecidos

O Prelinger Archives foi fundado em 1983 por Rick Prelinger, em Nova York. Ao longo dos vinte anos que se seguiram, este arquivo foi crescendo, compilando todo o tipo de material audiovisual que se relacionasse com publicidade, educação, indústria e até mesmo produções amadoras.

No entanto, em 2002, o Prelinger Archive foi comprado pelo departamento Motion Picture, Broadcasting and Recorded Sound Division da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos da América. Isso significa que, a partir desse momento, a Biblioteca passava a deter mais de 11 mil títulos digitalizados e  em cassete, entre os quais era possível encontrar um vasto acervo de conteúdos publicitários, filmes caseiros e ainda películas industriais.

Porém, a Biblioteca do Congresso tinha uma missão específica: além de preservar todos estes conteúdos, esperava facilitar o acesso de filmes de importância histórica, que não pudessem ser encontrados noutros lugares.

E o que podemos então encontrar entre os mais de 6000 conteúdos gratuitos, de valor histórico, que se encontram no Prelinger Archives? À primeira vista, pode ficar rapidamente desmotivado ao acreditar que esta é mais uma plataforma que não tem conteúdos de facto relevantes. Todavia, após uma pesquisa cuidada é possível encontrar algumas relíquias que ilustram a disparidade nos comportamentos da sociedade.

O filme de 1958, Have I Told You Lately That I Love You?, não passa de uma curta-metragem feita por um estudante da Universidade da Califórnia que retrata a típica família norte-americana que não se consegue relacionar ou sair de uma espécie de inferno em que se colocou devido às finanças apertadas com que se têm de gerir.

Por sua vez, o filme Perversion for Profit, de 1965, oferece um retrato interessante do mundo da pornografia, denunciando a sua falta de moralidade.

Este moralismo tão típico da metade do século XX, uma altura em que os Estados Unidos e a Rússia disputavam a aclamada Guerra Fria, está muito presente em vários conteúdos que nos permitem antever como era a vida nessa época e, acima de tudo, o que as pessoas consumiam como entretenimento. É o caso, por exemplo, do desenho animado Make Mine Freedom, de 1948, que conta com claro conteúdo de propaganda a favor do capitalismo e da liberalismo norte-americano, retratando a ideologia comunista de forma muito negativa.

Entretanto, em 1947, um casal norte-americano fez um filme experimental chamado A Vida Privada de um Gato, usando os seus próprios gatos, no apartamento, para captarem as imagens e assim retratarem, numa espécie de documentário, como era a vida de uma família que tinha um gato. O filme, apesar desta sinopse que cai ligeiramente no ridículo, é na verdade muito interessante.

Porém, nem todos os conteúdos disponíveis do Prelinger Archive têm um cariz irónico, satírico ou social. Alguns dos trabalhos aqui encontrados são de facto bastante informativos e interessantes, como o filme de 1955, da autoridade do cineasta Tullio Pellegrini, que filma a cidade São Francisco a partir de cima.

Por último, relembramos que todos os conteúdos que integram o Prelinger Archive podem ser descarregados de forma gratuita e completamente legal. Aliás, o próprio arquivo encoraja as pessoas a utilizar estes filmes para os seus próprios projetos, encorajando-os a partilhar, trocar, redistribuir e copiar estes filmes.

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *