Home / Edição de Vídeo /

7 dicas para fazer vídeos online de aparência profissional

7 dicas para fazer vídeos online de aparência profissional

by Gonçalo Sousa

Share this article

A pessoa média passa mais tempo a ver vídeos online do que a ler texto ou imagens. Na verdade, o vídeo foi responsável por 73% de todo o tráfego online em 2020, o que significa que quando alguém está na Internet, é muito provável que esteja a assistir a um vídeo.

É o tipo de conteúdo mais fácil e popular de consumir porque é muito mais fácil assistir a um vídeo sobre, digamos, uma técnica de edição no Premiere do que ler sobre ela, além de que é o meio mais poderoso e versátil para comunicar uma mensagem e envolver um público.

Particularmente para realizadores de documentários, curtas ou longa-metragens, a utilização do vídeo em forma de trailer é essencial para a divulgação do seu trabalho.

Contudo, quando a intenção é apenas fazer um vídeo de marketing para promover um novo filme, nem sempre compensa usar todos os recursos dos estúdios de filmagem. Por isso mesmo actualmente existem ferramentas disponíveis com um preço bastante acessível, como por exemplo o editor de vídeo Clipchamp.

O Clipchamp é uma plataforma que permite criar vídeos em questão de minutos. Com um excelente editor online, qualquer pessoa pode produzir ótimos conteúdos de graça, como vídeos para YouTube, anúncios para o Instagram e apresentações profissionais. Neste momento existem mais de 12 milhões de utilizadores que utilizam esta plataforma (e número está sempre a aumentar).

Apesar de todas as vantagens que acompanham o envio de conteúdo de vídeo online é menos competitivo distribuir do que texto e imagem. Neste artigo estão 7 dicas práticas de vídeo para ajudá-lo a começar a fazer vídeos online. Após a sua leitura você poderá começar a incorporar vídeos na estratégia de marketing de conteúdo da sua empresa ou aventuras cinematográficas ou até mesmo criar um fluxo de receita extra com a monetização de vídeos.

Planeie o conteúdo para fazer vídeos online

Acredite ou não, o conteúdo do seu vídeo é muito mais importante do que a qualidade. Isso não quer dizer que a qualidade não seja importante – com certeza é! Mas se você tivesse que dar a um aspecto mais atenção, tempo e energia, seria planear o seu conteúdo adequadamente. Para fazer isso considere as 3 dicas seguintes:

  1. Defina a sua meta
  2. Identifique o seu público-alvo
  3. Use o poder das emoções

Você não precisa comprar uma câmara nova e cara (por enquanto)

Não se preocupe muito sobre qual a câmara de vídeo usar, especialmente se você estiver a começar. Embora você possa se sentir obrigado a gastar muito dinheiro numa câmara de vídeo de alta qualidade, isso realmente não é necessário no início da sua carreira de produtor de vídeo, quando você nem sabe se isso é algo que continuará fazendo.

Encontrar uma câmara decente para gravar vídeos de qualidade não é difícil atualmente. Você provavelmente conhece alguém com um equipamento que pode pedir emprestado, ou provavelmente já tem uma em algum lugar da sua casa (como o seu smartphone).

Então, por enquanto, use o que você tem.

Evite usar o microfone da câmara

O áudio do seu vídeo pode melhorar ou prejudicar o seu conteúdo, e existem algumas coisas simples que você pode fazer para salvar a integridade da qualidade do áudio do seu vídeo.

A melhor maneira de capturar áudio é usar qualquer microfone diferente do microfone embutido da câmara. Usar um gravador de áudio externo dedicado é a maneira mais simples e confiável de capturar áudio. Embora não seja o fim do mundo se você tiver que usar o microfone de sua câmara, você deve eventualmente conseguir outro.

Esteja o microfone que você decidir usar no corpo da pessoa ou numa haste, certifique-se de que ele esteja corretamente colocado. Se estiver preso à roupa, coloque-o num lugar onde capte todos os sons certos (a voz da pessoa), mas não capte sons diversos de jóias, fricção de tecido ou respiração pesada. Se você estiver usando um boom, certifique-se de que esteja perto o suficiente do sujeito para captar a voz, mas também certifique-se de que esteja fora do enquadramento.

Antes de filmar, teste sempre o som para se certificar de que todas as configurações acima estão configuradas corretamente. Para alguém sem experiência anterior em áudio, geralmente é a única maneira de ter certeza de que está a fazer tudo certo.

Use iluminação natural

A iluminação de produção de vídeo é um sistema completo que requer mais equipamentos do que provavelmente você tem. A boa notícia é que a iluminação natural funciona melhor em fotografia e filmagem e é a maneira mais garantida de você acertar a iluminação nos seus vídeos.

É melhor filmar ao ar livre num dia nublado ou durante a hora dourada (uma hora após o nascer do sol ou uma hora antes do pôr do sol). Nessas 3 condições, a luz natural é tão suave e cinematográfica que não fará com que o objeto aperte os olhos e nenhuma luz forte atingirá o rosto dele.

E se chover? Ou se você precisar que a filmagem seja feita num ambiente interno? A luz natural ainda é sua melhor aposta. Escolha uma sala que receba muita luz natural através de janelas grandes ou de várias janelas.

Em seguida, você pode adicionar fontes adicionais de luz, como iluminação de teto, candeeiros e assim por diante, para adicionar mais brilho, se necessário. Jogue e teste a luz com a posição do protagonista para ver o que fica melhor no vídeo. Em qualquer caso, certifique-se de que o assunto não esteja voltado para a janela diretamente ou muito perto, porque isso poderia prejudicar toda a sua imagem. Novamente, brinque com isso!

Filme em pequenos segmentos

Esta dica vai economizar tempo e energia durante a filmagem e edição. É muito mais fácil filmar tomadas curtas, já que você ou o assunto terão menos coisas para lembrar e mais oportunidades de refazer algo de que não gostou. Concentrar-se na segmentação do seu script em tomadas menores também o forçará a comunicar a sua mensagem de forma mais clara e concisa.

Isso também dará a você mais flexibilidade na pós-produção para editar as tomadas da maneira que você quiser no produto final, e ele não ficará instável. Filmar em segmentos curtos e distintos também fornecerá clipes e frases de efeito fáceis de usar para usar em pré-visualizações, trailers e samples, mantendo a sua mensagem intacta.

Recapitule as regras de composição

Você provavelmente já ouviu falar muito sobre composição relacionada à fotografia, que é igualmente importante na videografia. Composição é a maneira que você escolhe para enquadrar o seu assunto no vídeo que você está prestes a capturar. A maneira mais segura de enquadrar o assunto é seguir a regra dos terços, que divide o enquadramento nuna grade de 3 por 3, criando interseções que são áreas ideais para posicionar o assunto.

O objeto deve ser colocado numa das interseções do visor e os olhos devem estar alinhados ao longo da linha superior do quadro. Enquadrar o assunto no centro do quadro geralmente é uma má escolha, especialmente para iniciantes, porque você acabará com muito espaço vazio no terço superior do quadro. Se o objeto estiver verticalmente no centro da foto, pelo menos certifique-se de alinhar os olhos com a linha superior.

Cuidado com a cabeça! Não deixe muito espaço acima da cabeça do sujeito, mas também não corte o topo da sua cabeça. Em grandes closes dramáticos de rostos, se você precisar cortar algo, que seja o topo da cabeça da pessoa, não o queixo.

Divulgue os seus vídeos para o mundo

Não importa que tipo de vídeo você vai fazer: seja educacional, entretenimento, artístico ou de marketing. Simplesmente não o esconda do mundo.

Dependendo dos seus objetivos e público, você pode escolher distribuir os seus vídeos em diferentes plataformas. Se o que você procura é marketing de vídeo, você pode enviar os seus vídeos no Facebook, Twitter, Instagram ou YouTube como posts regulares ou anúncios direcionados. Embora o seu vídeo provavelmente não seja o próximo grande sucesso na Internet, ele certamente gerará conhecimento junto a pessoas fora da sua base de seguidores e valerá a pena.

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *