Home / Documentários /

Fórmula 1: Drive to Survive – uma Série Documental Imperdível na Netflix!

Fórmula 1: Drive to Survive – uma Série Documental Imperdível na Netflix!

by Gonçalo Sousa

Share this article

À medida que a série documental Drive to Survive (Fórmula 1: A Emoção de um Grande Prémio) da Netflix evolui a cada temporada está lentamente a tornar-se uma parte indispensável do ecossistema de Fórmula 1 para os fãs; porque vai para além da habitual cobertura do circo mediático deste desporto, analisando em profundidade o drama que se desenrola no mundo da F1.

Nos anais da história, a temporada 2020 de Fórmula 1, afectada por uma pandemia, irá sempre ficar registada como o ano em que Lewis Hamilton bateu numerosos recordes importantes para ganhar o seu sétimo Campeonato de Pilotos de F1.

O seu rival mais próximo foi o seu próprio companheiro de equipa na Mercedes-AMG Petronas F1, Valtteri Bottas, que terminou a alguma distância na contagem final. Apesar do domínio da Mercedes durante a época foi nesta fase que Fórmula 1: A Emoção de um Grande Prémio alcançou maior notoriedade.

Agora na sua terceira temporada, a última edição da série é facilmente a mais emocionante até agora. Com o glamour e glamour que envolve equipas de topo como a Ferrari e a Mercedes, e jovens habilidosos pilotos como Max Verstappen e Charles LeClerc, é fácil esquecer que existem 10 equipas e 20 pilotos no paddock de F1, e todas as suas viagens ao auge do desporto motorizado valem o seu peso em histórias.

A última temporada do espectáculo muda completamente os holofotes de Hamilton e Mercedes, para olhar longa e duramente para a saga dos Construtores a desenrolar-se no meio do pelotão. Então, se você gosta de séries documentais e desporto motorizado esta é a série que não pode perder. E para entusiasmar cada um dos nossos leitores vamos analisar os Grandes Prémios que podem definir muito este ano.

 

O que podemos esperar dos próximos Grandes Prémios de Fórmula 1 na temporada 2021

No momento em que este artigo está sendo escrito, já passamos por 9 Grandes Prémios da temporada 2021 de Fórmula 1. O que quer dizer que ainda não chegamos na metade da temporada. Tal como noutros desportos, por vezes as coisas não correm tão bem como esperado.

Entretanto, já há muito para ser debatido. Alguns fãs já enxergam favoritos. Alguns acham que não há como apostar nos finalistas. Vamos discutir isso e mais um pouco. Aqui neste artigo vamos falar sobre:

  • Como está a temporada 2021 de Fórmula 1
  • Grandes Prémios que podem mudar o jogo para algumas equipes
  • Porque o Grande Prémio de São Paulo está ameaçado
  • que o comportamento dos apostadores pode nos dizer sobre esta temporada
  • E muito mais

A situação atual da temporada 2021

Como já mencionamos, no momento em que este artigo está sendo escrito, já foram realizados 9 Grandes Prémios. O que podemos dizer é que as coisas certamente não estão indo como a maioria poderia esperar. Estamos falando da situação de Lewis Hamilton, o atual campeão.

Quando vemos um piloto ganhar três campeonatos mundiais de Fórmula 1, feito de Lewis Hamilton, imediatamente lembramos de nomes como Michael Schumacher. Pensamos na possibilidade de uma dinastia surgir. Apesar de isso não estar completamente descartado, até então, Max Verstappen é quem lidera a competição.

É claro que não podemos menosprezar Lewis Hamilton. Ele é o segundo na competição com uma boa distância para o terceiro. Ele realmente está fazendo um bom trabalho. Por outro lado, também não podemos ignorar os feitos de Max Verstappen. Trata-se de um piloto experiente, que apesar de nunca ter ganhado um título segue como um nome forte para esta temporada.

O Grande Prémio da Grã-Bretanha

O que é melhor para um piloto do que correr em sua casa? Este é o caso de Lewis Hamilton no Grande Prémio da Grã-Bretanha. Este pode ser o evento divisor de águas que pode botar ainda mais lenha na competição e aproximar Lewis Hamilton do primeiro colocado. É claro que a possibilidade de Max Verstappen vencer este evento é real e também pode significar muito.

Apenas imagine se isso acontece: Max Verstappen consegue vencer o Grande Prémio da Grã-Bretanha. Isto é, Max Verstappen vence Lewis Hamilton na casa do adversário. É o tipo de coisa que cria um impacto no ambiente.

O cenário mais tranquilo/neutro seria um em que nenhum dos dois vence. Ainda assim, se pensarmos com um pouco mais de atenção, qualquer coisa que não seja uma vitória de Lewis Hamilton dentro de casa vai ser visto como um mal presságio para o piloto. Ao menos, é isso o que os principais críticos vão comentar.

O Grande Prémio dos Países Baixos

Se Lewis Hamilton entra como favorito para vencer o Grande Prémio da Grã-Bretanha, o mesmo acontece com Max Verstappen no Grande Prémio dos Países Baixos. Mas as mesmas regras que usamos para Hamilton se aplicam para Verstappen. Isto é, se Verstappen vencer dentro de casa ele vai estar cumprindo com sua obrigação.

Se perder, isto pode ser um mal sinal. Especialmente se perder para Hamilton. Entretanto, o peso desse Grande Prémio ainda não está bastante definido. Há muitos GPs para acontecer antes disso, portanto, o significado do mesmo pode mudar completamente daqui para lá. A quantidade de grandes Prémios antes do Grande Prémio dos Países Baixos é o bastante para tirar Verstappen dos três primeiros colocados.

O Grande Prémio de São Paulo (Brasil) pode ser o ponto anticlimático

O Grande Prémio de São Paulo entra na nossa lista de GPs importantes para esta temporada, mas pelos motivos errados. Acontece que a temporada 2021 de Fórmula 1, assim como a temporada 2020, foi bastante conturbada no que diz respeito ao calendário.

Este ano, diversos eventos foram adiados, o público foi removido em várias ocasiões e ainda existe a possibilidade de que novos Grandes Prémios não sejam feitos como o previsto. Por enquanto, o Grande Prémio de São Paulo está marcado para 7 de novembro de 2021. O próprio Governo Federal acredita que a população adulta do país vai ser completamente vacinada ainda este ano, mas as coisas podem não acontecer como o esperado.

Há variações da COVID-19 para levarmos em conta. Não seria nenhuma surpresa se a organização da Fórmula 1 transferisse o Grande Prémio de São Paulo para outro lugar alegando insegurança no que diz respeito a saúde dos participantes. É o que dizem comentaristas do mesmo peso de Luiza Correia, leia mais sobre ela aqui.

As apostas desportivas e a temporada 2021 de Fórmula 1

Apostadores amam a Fórmula 1, não há dúvidas sobre isso. Há tantas possibilidades de apostas que fazem um prato cheio para os amantes das apostas desportivas. Podemos apostar em quem vai ganhar um GP específico, quem vai ser o campeão mundial, quem vai ser o vice e etc. Também é divertido analisar as tendências das casas de apostas.

Antes da temporada começar, Lewis Hamilton era o grande favorito. Não é difícil de dizer o porquê, afinal, estamos falando do atual campeão. Entretanto, atualmente os apostadores parecem que abandonaram o campeão e estão apostando pesado na vitória de Max Verstappen. Uma aposta em qualquer um que não seja um desses dois, se convertida em um acerto, pode gerar muito dinheiro pois as chances são mínimas.

Considerações finais

A temporada 2021 de Fórmula 1 está longe de ser definida, mas alguns já tem seus favoritos. O que podemos esperar sem dúvidas é que esta temporada seja excelente. É bem verdade que temos alguns problemas, como o adiamento de eventos. Fora isso, está sendo uma temporada incrível.

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *