Home / Documentários /

Documentário O Capital no Século XXI resume 400 anos de capitalismo

Documentário O Capital no Século XXI resume 400 anos de capitalismo

Gonçalo Sousa
by Gonçalo Sousa

Share this article

Baseado no best-seller internacional do economista Thomas Piketty – uma das obras mais importantes dos últimos anos, que vendeu mais de 3 milhões de cópias em todo mundo e colocou o autor na lista das pessoas mais influentes da Time Magazine – o documentário O Capital no Século XXI é uma obra de relevo.

Com mil páginas, o livro foi publicado em 2013 e transformou o autor francês no mais respeitado crítico do sistema capitalista, levando-o a tornar-se referência para diversos debates políticos.

Esta obra de referência é bastante relevante no mundo atual, já que existe toda uma nova dinâmica empresarial que advém da economia digital. Além do crescimento exponencial do comércio electrónico, também por exemplo os sites de apostas, como a 22Bet Portugal, alterararam radicalmente o modo como os consumidores atuam no mercado global, dando razão em simultâneo aos defensores e críticos do triunfo do capitalismo.

TRAILER DO FILME O CAPITAL NO SÉCULO XXI

Realizado por Justin Pemberton e Thomas Piketty, em forma de documentário – com imagens de filmes de ficção, de arquivo e com entrevistas em diversos países – O Capital no Século XXI resume 400 anos de capitalismo e leva o espectador a uma reflexão necessária, e também incómoda, para compreender o crescimento das desigualdades do mundo em que vivemos.

Justin Pemberton

 

Thomas Piketty

 

Destaque para as entrevistas com especialistas como o economista Joseph Stiglitz (Prémio Nobel de Economia), o economista francês Gabriel Zucman, o cientista político Ian Bremmer, além do próprio Piketty, entre outros.

Ao mostrar a busca por riqueza e poder e ainda revelar histórias de circulação do dinheiro pelo mundo afora, o filme desmonta o antigo pressuposto de que a acumulação de capital acompanha o progresso social.

Também evidencia como o sistema capitalista é, por natureza, uma máquina de fabricar desigualdades. Ele propõe uma viagem através da história moderna de nossas sociedades e contrapõe a riqueza e o poder de um lado e, do outro, o progresso social e as discrepâncias.

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *