Home / Clássicos do Cinema /

Os 10 melhores filmes épicos de sempre

filmes épicos

Os 10 melhores filmes épicos de sempre

Filmes épicos, capazes de retratar as histórias de grandes heróis, estão sem dúvida entre os mais vistos na história do cinema. Quem não aprecia a história de uma personagem com um propósito muito concreto, uma missão capaz de salvar o seu povo e de o elevar a um patamar mais elevado, quase como se se tornasse imortal?

É por falar em imortalidade que aproveitamos para abordar alguns filmes épicos que viverão para sempre na mente dos espectadores. A nossa lista é baseada num estudo feito aos clientes dos clubes de vídeo britânicos: cada pessoa devia eleger aqueles que lhe pareciam ser os melhores filmes épicos de todos os tempos. E Tudo o Vento Levou, de 1939, foi de longe o mais votado, tendo até ficado à frente de Titanic (1997) e Cleópatra (1963).

Já se olharmos para aqueles que figuraram entre os piores épicos de sempre, foi Pearl Harbor, o filme com Ben Affleck sobre o ataque japonês que levou à entrada dos EUA na II Guerra Mundial, a receber a coroa.  Entretanto, Elizabeth Taylor ganhou o melhor desempenho de uma atriz em filmes épicos, em Cleópatra, enquanto no masculino a escolha recaiu sobre Ben Kingsley, em Gandhi.

Neste post, apresentamos o top 10 dos filmes épicos que fizeram história no mundo do cinema e que, através de batalhas gigantescas, grandes romances e tragédia, fazem passar do grande ecrã um misto complicado de emoções.

Os 10 melhores filmes épicos de sempre

1 – E Tudo o Vento Levou (1939)

etudooventolevou

Em E Tudo o Vento Levou acompanhamos a história de Scarlett O’Hara, a filha do proprietário de uma plantação no sul dos Estados Unidos e o romance que lentamente desenvolve por Rhett Butler. Tendo como pano de fundo a Guerra da Secessão e a reconstrução dos Estados Unidos, este é sem dúvida um filme que merece estar na primeira posição desta lista. Entre as desaventuras amorosas de Scarlett e a tragédia provocada pela guerra, somos apresentados a uma história inspiradora que culmina num final agridoce. O filme, que conta com uma duração de quase 4 horas, recebeu 8 Óscares, entre os quais o de Melhor Filme.

2 – Titanic (1997)

titanic

Antes do filme Titanic, já todos tínhamos ouvido a história do navio que “Nem Deus pode afundar” e que, ao embater num iceberg, provocou a morte de milhares de pessoas nas águas gélidas do Atlântico. Porém, em 1997, o filme de James Cameron transportou-nos para o interior do famoso navio e contou-nos a história de Jack e Rose. Jack, de origens humildes, ganhou o bilhete para a viagem num jogo de cartas e está instalado na 3.ª classe. No entanto, não tarda a ficar fascinado por Rose, a filha de uma americana da classe alta, que devolve o amor. Apesar de torcermos pelo sucesso deste romance improvável, a tragédia rebenta quando o iceberg surge à vista. O Titanic arrecadou 11 Óscares, entre os quais o de Melhor Filme.

3 – Cleópatra (1963)

cleopatra

A história de Cleópatra é épica e mais épica do que a própria história é mesmo a sua produção.  Comecemos pela história: o filme retrata a jovem rainha do Egito, Cleópatra, na sua tentativa de resistir às ambições imperiais de Roma. Tudo tem início na sequência da batalha em que o Imperador Júlio César derrota Pompeia que, por sua vez, recorre à ajuda do Egito. Dividida pelo amor que sente pelo inimigo e pelo dever que prometeu ao seu povo, Cleópatra é forçada a tomar uma série de decisões. A produção do filme foi longa e extremamente cara. Estima-se que tenha sido o filme mais caro da história do cinema e que quase tenha deixado os estúdios 20th Century Fox na bancarrota. Envolveu a construção de cenários extremamente caros duas vezes, um escândalo pessoal entre os atores principais e um argumento que estava sempre a ser reformulado. Ainda assim, o filme conta com mais de 4 horas e recebeu 4 Óscares.

4 – Ben-Hur (1959)

benhur

Ao falarmos de cinema épico temos obrigatoriamente de falar de Ben-Hur. Com a realização de William Wyler, filme adapta o romance Ben-Hur: A Tale of the Christ escrito por Lew Wallace. Com um orçamento gigantesco e os maiores cenários construídos na história do cinema, o filme relata a história de Judah Ben-Hur, um princípe judaico e extremamente rico, no início do século I. Porém, a chegada de uma legião do Império Romano e um incidente que fere o governador, resulta em tragédia: a mãe e irmã de Judah são presas e a personagem principal é desterrada. Inocente, Judah promete regressar um dia para obter a sua vingança. Uma vez mais, este é um filme épico não apenas pela história que conta. A produção de Ben-Hur envolveu mais de duzentos camelos, 2500 cavalos e dez mil figurantes. O resultado foi um filme com mais de três horas e condecorado com 11 Óscares.

5 – O Senhor dos Anéis (2001)

lordoftherings-mdc-epicos

Ninguém esperava que um filme de fantasia pudesse ser tão épico como aquele que Peter Jackson nos apresentou em 2001. Uma história sobre feiticeiros, hobbits, orcs e Senhores das Trevas. Ainda assim, o resultado foi uma trilogia com mais de 9 horas de filme e momentos épicos que revolucionaram a forma como se faz cinema. Baseado na obra literária de J. R. R. Tolkien, O Senhor dos Anéis conta-nos a história de Frodo Baggins, um hobbit encarregado de uma missão: levar o Anel de Sauron, o Senhor das Trevas, até à Terra de Mordor, onde poderá ser destruído. O Anel contém poderes capazes de dominar a vontade de qualquer homem e serve propósitos extremamente malignos. Entretanto, a par da jornada do hobbit, os humanos, anões e elfos formam uma aliança para combater as forças que tentam conquistar a Terra Média. Uma história épica que arrecadou 17 Óscares.

6 – 2001: Odisseia no Espaço (1968)

2001spaceodissey

Em 2001: Odisseia no Espaço somos introduzidos a um futuro completamente alterado, resultado do processo de evolução humana. Desde que, no passado, alguém colocou um monólito na Terra, a evolução humana deu grandes passos, conseguindo alcançar a superfície da Lua , onde foi colocado outro monólito. Por todo o universo, há monólitos semelhantes noutros planetas, desencadeando uma corrida entre computadores e humanos, ambos com o intuito de alcançar o maior número possível de monólitos e liderar o futuro da evolução. O filme, apesar de ter sido recebido com críticas mistas na altura da sua exibição, acabou por receber um Óscar por Melhores Efeitos Especiais e é atualmente considerado como um dos melhores filmes já feitos.

7 – O Paciente Inglês (1996)

englishpatient

O Paciente Inglês mostra-nos uma história que reúne no mesmo ecrã romance e guerra. O filme começa durante o início dos anos 30 do século XX, com o Conde Almásy, um cartógrafo húngaro responsável pelo mapeamento do deserto do Sara. Com o aproximar da década seguinte e o início da II Guerra Mundial, a personagem é absorvida para uma trama de amor, traições e políticas que vão sendo reveladas em vários flashbacks, enquanto a personagem está na cama, nos seus últimos dias, vítima de um acidente de avião. A pessoa a quem conta a sua história é Hana, uma enfermeira dedicada, que desvenda o que o paciente tem para contar. Tocante e épico, o filme O Paciente Inglês continua a suscitar lágrimas entre os mais sensíveis. Em 1997, foi galardoado com 9 Óscares.

8 – JFK (1991)

jfk

No dia 22 de Novembro de 1963 o mundo assistiu a um dos episódios mais trágicos da história dos Estados Unidos: o presidente John F. Kennedy, adorado por uns e odiado por outros, é assassinado em Dallas. Um homem, Lee Harvey Oswald, é detido pelo crime e assassinado por um outro home, Jack Ruby, supostamente para se vingar da morte do presidente. O filme JFK – as iniciais dos nomes do presidente alvejado – conta toda esta história e o processo de investigação aos crimes. Jim Garrison, um procurador de Louisiana, contesta a conclusão de que os dois indivíduos agiram isoladamente. Após reunir um grupo de pessoas de confiança, Garrison conduz então a sua própria investigação, sem temer as consequências das suas ações. Baseado em factos verídicos, o filme recebeu 2 Óscares.

9 – Os Dez Mandamentos (1956)

dezmandamentos

O filme Os Dez Mandamentos retrata de forma épica uma das histórias bíblicas mais conhecidas: a história de Moisés. Tudo começa com a ordem do Faraó Ramesés que, atormentado por uma profecia, condena à morte todos os recém-nascidos do sexo masculino. Para que o seu filho sobreviva, a mãe de Moisés coloca-o num cesto de palha à deriva no rio Nilo. Ironicamente, é a filha do Faraó  que encontra a criança e a adota ao lado do irmão e futuro Faraó, Seti. O filme, no entanto, acompanha a evolução de Moisés e a forma como a sua herança hebraica se revela e o conduz a libertar os hebreus que são sujeitos a escravatura, pelos egípcios, há centenas de anos. Os Dez Mandamentos conta com mais de 3 horas de duração, uma produção gigantesca e um Óscar.

10 – Gladiador (2000)

gladiador

Em O Gladiador, acompanhamos a história de Maximus, um poderoso general romano adorado quer pelo povo, quer pelo velho Imperador Marcus Aurelius. Esta relação com o Imperador é tal que, no seu leitor de morte, Marcus Aurelius toma uma decisão que semeia discórdia e sangue: Maximus deve herdar a sua posição e não o filho, Commodus. Esta é uma decisão que o filho legítimo do velho Imperador se recusa a aceitar. Agindo mais rápido do que Maximus, o ambicioso Commodus condena o rival e toda a sua família à morte. Incapaz de salvar a mulher e os filhos, Maximus torna-se então Gladiador e luta na arena contra outros guerreiros e feras. O seu desejo é conquistar a vitória e olhar frente a frente para o homem que lhe arruinou a vida e, então, vingar-se. Um filme épico, emocionante que marcou o início do milénio e levou para casa 5 Óscares.

   

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *